Do handebol amador a Seleção Brasileira: Confira a entrevista com o goleiro Jr. Lucas Santana

Lucas foi considerado o melhor goleiro de 2011, no Paulista./ Foto: CbHB

Lucas foi considerado o melhor goleiro de 2011, no Paulista./ Foto: CbHB

O goleiro Lucas Bernegozzi Santana, 20 anos, foi do handebol amador à Seleção Brasileira Júnior em menos de um ano. E para completar essa transformação foi vencedor no Pan-Americano Jr, em março deste ano. Ele nos contou um pouco de como virou goleiro e como chegou a seleção, além de explicar como faz para organizar a vida pessoal e de atleta profissional. Confira!

Bruna Souza Como iniciou o teu interesse pelo handebol? E como viraste goleiro?

Lucas- Foi no colégio! Existia um projeto de um dos professores, o Hector Romera que dava treinos depois das aulas. Eu gostava de esportes acabei entrando e gostando. Como a escola era estadual esse projeto era voluntario e só tinha handebol.
Desde que comecei atuei no gol, pois não havia muitos goleiros, já que ninguém gostava de tomar boladas (risos).

Bruna Souza- Como então foi a tua saída do projeto para um time profissional? Passaste por algum outro time antes do Pinheiros?

Lucas- Quando eu estava acabando o ensino fundamental o professor Romera me levou em alguns clubes para eu fazer testes, porque eu tinha que trocar de colégio e ele queria que eu continuasse jogando. Fiz testes no Guarulhos, no Jundiai e na Hebraica. Pela distancia acabei ficando na Hebraica, no qual joguei por cinco anos. Só ano passado quando eu troquei para a categoria Júnior que fui para o Pinheiros.

Bruna Souza- Como é jogar no Pinheiros? E como foi que tu recebeste a notícia que havia sido convocado para atuar na Seleção Brasileira?

Lucas- É incrível! Eu estou no clube que todo mundo quer jogar! Treino com o Marcão, com o Zeba e com o Bruno Santana de igual pra igual, disputando vaga e isso é Fantástico!!! Treino com os melhores do Brasil.
Já a convocação foi a realização de um sonho. Nunca tinha sido convocado e a seleção é o objetivo de todo mundo!

Bruna Souza- O Pan-Americano foi a tua primeira participação em um torneio internacional, certo?

Lucas- Pela seleção sim. Antes eu já tinha jogado na Europa, mas em campeonatos amadores, como o Partilhe Cup, um outro na Alemanha e um na Dinamarca. Estes campeonatos foram disputados pela Hebraica.

Bruna Souza- Pode-se dizer que treinar com jogadores da seleção principal te ajudou a ir mais preparado para o campeonato pan-americano?

Lucas- Com certeza! O nível do treino é muito alto e a realidade de jogo também. Treinar e jogar com eles só aumenta o conhecimento. Esse ano foi a primeira vez que eu fui pra seleção, já que eu nunca tinha ido antes, nem mesmo em fases de treinamento.

Bruna Souza- Então podemos dizer que 2012 foi para ti um divisor de águas e que 2013 começou com o pé direito!

Lucas- Foi sim, sem dúvidas! Pela a Hebraica eu já tinha tido resultados bons, como dois vices campeonatos no Campeonato Paulista, além dos títulos de melhor goleiro e melhor jogador em 2011 do Paulista! Contudo, depois que eu entrei no Pinheiros a visibilidade foi enorme e eu melhorei muito. No ano passado fomos campeões paulistas, logo após veio a convocação. Melhor impossível! E 2013 está sendo maravilhoso!

Bruna Souza- Lendo e também quando escrevi notícias sobre a seleção Júnior uma coisa que se destaca é a tua tranquilidade dentro de quadra. Essa calma é reflexo dos treinos, da segurança que o Jordi passa para a equipe ou ela tem muito com a tua personalidade?

Lucas- Os três. O goleiro é a base do time, se ele não passa segurança não adianta nada! O Jordi é um ótimo técnico, muito inteligente. Tudo que ele fala de um jeito ou de outro dá certo e isso passa muita segurança para nós! Fora que sou calmo naturalmente (risos). Acredito também que quanto mais preparado você está, mais confiante nas suas ações você fica e isso só se ganha nos treinos.

Bruna Souza- Estás estudando ainda?

Lucas- Sim, eu faço faculdade de Educação Física, na Unip.

Bruna Souza- Como o Lucas faz para organizar a agenda de treinos e de vida pessoal?

Lucas- É um pouco difícil (risos). O bom é que os coordenadores entendem essa dificuldade. Eu treino do meio-dia às 18h todos dias da semana (com algumas folga). Já nos finais de semana, na maioria das vezes têm jogos, logo a faculdade e a vida pessoal se adaptam a esses horários.

Bruna Souza- Tens como dar uma dica para o pessoal que está começando no esporte e quer seguir carreira?

Lucas- Joguem pra se divertir e aproveitem as amizades, as oportunidades e as lições que o handebol traz!

Anúncios

4 comentários sobre “Do handebol amador a Seleção Brasileira: Confira a entrevista com o goleiro Jr. Lucas Santana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s