Começa hoje o torneio das 4 Nações

Seleção Masculina./ Foto: Cassio Marques_CBhb

Seleção Masculina entra em quadra hoje, às 17h./ Foto: Cassio Marques_CBhb

Começa hoje, 31 de outubro, a disputa do Tournoi des 4 Nations (Torneio das 4 Nações), uma série de três amistosos em Hammamet, na Tunísia. A Seleção Masculina Brasileira joga nesta tarde contra a Rússia, terceira colocada no ranking masculino da IHF (Federação Internacional de Handebol), às 17h, horário de verão. Amanhã, 1 de novembro, o jogo será contra a Bielorrússia, às 13h, e no sábado contra a Tunísia, às 15h15. Este campeonato faz parte da preparação da Seleção Brasileira que está de olho nas competições Sul-Americano e Pan-Americano de 2014.

O último jogo entre Brasil e Rússia foi no Mundial da Espanha, em janeiro deste ano. Os brasileiros deram trabalho, mas acabaram perdendo por apenas um gol aquela partida. Jordi Ribera, treinador da seleção, ressalta que os três próximos adversários são muito fortes, porém podem ser superados.

Confira os atletas convocados neste link

Mais uma etapa da Liga Nordeste Feminina de Handebol

Começa nesta sexta-feira, 1 de novembro, mais uma etapa da Liga Nordeste Feminina de Handebol. As equipes IAC/Óticas Focus/Santana do Ipanema (AL), Aracati (CE) e Treze Futebol Clube (PB) disputam, neste fim de semana, o segundo turno da chave B da competição. As partidas serão no Ginásio de Esportes Cônego Luiz Cirilo Silva, em Santana do Ipanema (AL). Veja abaixo os horários dos jogos

Sexta-feira, 1 de novembro
20h30: IAC/Óticas Focus/Santana do Ipanema (AL) x Treze Futebol Clube (PB)

Sábado, 2 de novembro
15h: Aracati (CE) x Treze Futebol Clube (PB)

Domingo, 3 de novembro
11h: IAC/Óticas Focus/Santana do Ipanema (AL) x Aracati (CE)

Metodista vence mais uma na Liga Nacional

Metodista passou pelo Itapavi na Liga Nacional. Foto: Divulgação CBHb

Metodista passou pelo Itapavi na Liga Nacional. Foto: Divulgação CBHb

Pela chave A briga pela vaga na semi-finais da Liga Nacional continua acirrada e o Metodista venceu mais uma e continua na briga. Na partida contra o Itapevi, também de São Paulo, o placar final foi de 26 a 23 depois de um primeiro tempo equilibrado, 12×19. A artilharia ficou com o time vencedor, Adriana, que marcou sete gols.

Pela chave B as equipes do Supergasbras/UNC/Concórdia (SC) e Blumenau/FURB (SC) já estão classificadas. Pelo outro grupo o Santo André é cabeça de chave com 10 pontos seguido pelo Metodista com 8.

 

Hoje volta os jogos da Liga Nacional Feminina

Hoje, 29 de outubro, volta os jogos da Liga Nacional Feminina. Pela chave A Metodista/São Bernardo (SP) e Itapevi (SP), entram em quadra, às 19h30, no ginásio Vitório Zanon (Baetão), em São Bernardo do Campo (SP).

O técnico do Metodista/São Bernardo (SP), Eduardo Carlone, ressaltou que este jogo é muito importante para as duas equipes que estão na ponta da tabela, mas lembrou que “ambos estamos voltando dos Jogos Abertos que foi uma competição bastante dura e forte. Retornamos aos treinos hoje e estamos esperando a equipe completa para amanhã, com o retorno da Deborah Hannah, que estava com a Seleção na Europa. Quem tiver um trabalho melhor apurado na parte física, com certeza, irá conseguir a vitória.”

Na segunda-feira, 4, a competição segue com o clássico regional entre Santo André (SP) e Metodista/São Bernardo (SP), no ginásio Noêmia Assunção, em Santo André (SP), às 19h. As donas da casa, lideram o grupo A até o momento.

No grupo B, as classificadas para as semifinais já foram definidas. Supergasbras/UNC/Concórdia (SC) e Blumenau/FURB (SC) estão garantidas na próxima fase.

Liga Nordeste Feminina e Masculina

No último final de semana, João Pessoa (PB) recebeu a disputa do segundo turno da Liga Nordeste Feminina e Masculina de Handebol. Duas chaves de cada naipe entraram em quadra, no ginásio Ronaldo Cunha Lima (Ronaldão). O HCP/Unipê (PB) foi o maior pontuador tanto pela chave A feminina, quanto pelo grupo C masculino.

Entre as mulheres, o time da casa venceu o Quixadá/Diários/Chelsea (CE), com o placar de 38 a 32. Nathalie de Sena, da equipe vencedora, foi a artilheira, com dez gols. Na disputa entre os meninos, o HCP/Unipê (PB) fechou o placar em 34 a 30 contra o Morada Nova (CE). Com 11 gols, o destaque foi para João Ítalo, da equipe paraibana. A equipe do Cecepa (AL) também iria disputar a etapa nos dois naipes, contudo não compareceu.

Seleção Feminina vence torneio na Hungria

A seleção brasileira  feminina venceu a Provident Cup na Hungria. Foto: Divulgação CBHb

A seleção brasileira feminina venceu a Provident Cup na Hungria. Foto: Divulgação CBHb

Visando a preparação para o mundial o técnico Morten Soubak guiou a Seleção Brasileira Feminina de Handebol para a vitória na Provident Cup. Sem derrotas no ano de 2013 o amistoso serviu para demonstrar a evolução da equipe que passou pela Croácia, Hungria e a atual campeã mundial a Noruega.

Na sexta-feira a Croácia foi vencida por 32 a 23, no sábado foi a vez da Hungria que perdeu pelo placar de 28 a 26. E no domingo a Noruega por 28 a 24, sendo o primeiro tempo de 13 a 11. Alexandra Nascimento foi considerada a melhor em quadra e depois da conquista do Sul-Americano e do Pan-Americano os amistosos em Cabo Frio e Vitória também demonstraram a evolução da equipe.

O técnico brasileiro ressaltou, em entrevista ao site do CBHb, o preparo da equipe tanto no amistoso contra a Áustria quanto este ajudaram as meninas do Brasil a evoluir em inúmeros aspectos. Alexandra Nascimento salientou a importância das partidas contra seleções europeias pela força dos times. Todos os amistosos visam o Mundial feminino que acontecerá na Sérvia em dezembro.

#Rio2016: Tóquio a sucessora nos Jogos

Estádio nos moldes futuristas./ ©Zaha Hadid_Divulgação

Estádio nos moldes futuristas./Foto: Zaha Hadid_Divulgação

Dando uma pausa nos preparativos das Olimpíadas de 2016, que será sediada no Rio de Janeiro, vamos falar um pouquinho da cidade sucessora dos Jogos, Tóquio.

A moderna capital japonesa foi escolhida para a edição de 2020 dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos, mas apesar dos excelentes índices de urbanização que a megametrópole têm o que dá medo em muita gente são as usinas nucleares. Quando Tóquio foi escolhida por voto secreto, em 7 de setembro deste ano, a a delegação japonesa foi questionada sobre a segurança ambiental, pois a central nuclear de Fukushima foi afetada pelo terremoto e o tsunami de 2011, mas os japoneses asseguraram que não há mais risco de contaminação.

A cidade chamou a atenção pela sólida economia, infraestrutura de ponta, dentre estes o mais moderno sistema de transporte público do mundo, e um projeto grandioso e futurista. Além, é claro, da garantia de entrega de tudo para os Jogos dentro do prazo e o fundo de 4,5 bilhões de dólares (mais de R$10 bilhões) já reservado para as futuras construções. Outro detalhe importante de ser lembrado e o custo que a infraestrutura terá. Será baixo, pois a intenção dos organizadores e reaproveitar o que Tóquio tem de melhor. A Zaha Hadid, responsável pelas construções, pretende renovar os antigos estádios japoneses, deixando-os mais modernos, mas sem gastos desnecessários com novos empreendimentos.

Estádio Naciona/ Foto: Morio_Wikimedia Commons

Estádio Naciona/ Foto: Morio_Wikimedia Commons

A Vila Olímpica será construída perto do porto, e depois dos jogos, será transformada em um complexo residencial. Também será investido em redes elétricas e modernização do transporte público, afim de que os turistas consigam ir de um lugar para o outro com uma maior rapidez.

Jacques Rogge, presidente do Comitê Olímpico Internacional, disse que aposta no sucesso da edição de 2020. “Creio que Tóquio prevaleceu pela excelente qualidade de sua proposta e também pela experiência das candidaturas anteriores”, destacou.

A delegação japonesa comemora a vitória./ Foto: GetyImagens

A delegação japonesa comemora a vitória./ Foto: GetyImagens

Tóquio concorreu para receber as Olimpíadas com Madri (Espanha) e Istambul (Turquia). No anúncio feito no dia da votação a delegação japonesa deixou de lado o protocolo discreto e comemorou, sem muita euforia, mas pularam, bateram palmas e agitaram bandeirinhas.

“Estou tão feliz! Vou compartilhar essa alegria com a população do meu país. Quero que façamos tudo o possível para atender às expectativas”, comemorou o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe.

Veja no vídeo o filme que garantiu a vitória japonesa para receber as Olimpíadas e as Paraolimpíadas de 2020.

Confira a nossa série #Rio2016 completa neste link, e saiba como a cidade maravilhosa está se preparando para receber, pela primeira vez no Brasil, os Jogos Olímpicos.