Maringá bicampeão do JAPs e Programa Recriança conquista a Taça Amazônica

A vitória veio em virtude do tempo de trabalho da equipe, disse o técnico do Maringá./ Foto: Jaqueline Galvão

A vitória veio em virtude do tempo de trabalho da equipe, disse o técnico do Maringá./ Foto: Jaqueline Galvão

O Maringá foi bicampeão dos Jogos Abertos do Paraná (JAPs). A equipe participante da Liga Nacional jogou a final com Campo Mourão no último sábado, 27 de setembro. Os vice-colocados além da prata ganharam o Troféu Disciplina (Lorival Gonçalves dos Santos).

A partida foi agitada e aconteceu no ginásio Alcides Pan, em Toledo. Mesmo com dos times tecnicamente bem preparados, o Maringá foi melhor em quadra e conseguiu encerrar o jogo com larga vantagem no placar: 30 a 19.

O técnico do Maringá, Vilmar Fassina, destacou que a campanha invicta neste campeonato veio principalmente porque os atletas que compoem a base do grupo já atuam a bastante tempo juntos. Estes jogadores, ele explicou, foram os mesmos que conquistaram o bicampeonato paranaense neste ano, que foram campeões da Copa Brasil 2013 e que chegaram ao 4º lugar na Liga Nacional 2013. “É gratificante poder continuar a manter este histórico de conquistas, resultado do esforço diário e do trabalho bem organizado que conta com o apoio da Secretaria de Esportes e Lazer do município e da Associação Maringaense de Handebol. Nós propomos objetivos e traçamos nosso caminho para chegar ao resultado esperado”, comemorou Fassina.

A terceira colocação veio com um gostinho especial. O Goioerê venceu o Cascavel por 27 a 25. O grupo dedicou a medalha de bronze ao jogador Erivalto Santos de Oliveira, de 58 anos, que disputou pela última vez o JAPs. Mesmo sendo a despedia, essa foi a primeira vez que Erivalto jogou ao lado dos quatro filhos: Éderson, Welinton, Elton e Erivalto Junior.

O Programa Recriança conquistou a Taça Amazônica

Programa Recriança conquista o título/ Foto: CBHb

Programa Recriança conquista o título/ Foto: CBHb

O Programa Recriança (AC) conquistou a Taça Amazônica Masculina de Handebol. No último sábado, 27 de setembro, após derrotar o Nilton Lins (AM), por 31 a 25.

O Bronze ficou com o Zezão (AM) que venceu o Handmania (RO), por 29 a 21. O Rádio Farol (RO) conquistou a quinta posição após vencer o Atlético Acreano, por 32 a 31 (15 a 15). A AABB/Rio Branco (AC) foi a sétima colocada.

atualizado às 23h10

Super Paulistão Feminino tem sequência nesta semana

Santos e 15 de Piracicaba se enfrentaram na semana passada/ Foto: Adilson Zavarize

Santos e 15 de Piracicaba se enfrentaram na semana passada e voltam as quadras nesta/ Foto: Adilson Zavarize

O Super Paulistão Feminino tem sequência nesta semana. O masculino já acabou, mas as meninas continuam firmes e fortes na competição estadual. Três jogos acontecerão e já encaminham o campeonato para a sua fase final.

Na quinta-feira, 2 de outubro, acontecerá a partida entre Santos e Santo André, na Arena Santos, às 16h. No sábado, 4, se enfrentam Jundiaí e Sorocaba, às 11h, no Anexo Bolão. No mesmo dia e horário entram em quadra Americana e 15 de Piracicaba, no Centro Cívico.

A classificação no momento está assim: em primeiro lugar Metodista/São Bernardo com 26 pontos; no segundo está o Santo André, com 24 pontos; na terceira colocação está o São José, com 22 pontos; Pinheiros está em quarto e tem no total de 18 pontos.

A artilharia do Super Paulistão Feminino é de Tatiane Cristina Areão, do Sorocaba, que já balançou as redes 94 vezes. A vice-goleadora é Célia Costa, do Metodista/São Bernardo, com 88 gols. Silvia Nogueira, do 15 de Piracicaba, segue as duas e já marcou 73 gols.

Liga Nordeste Feminina conhece campeões da chave B e C

Foi apenas o primeiro lugar da chave B* no último final de semana, mas a equipe do Português/Aeso venceu mais uma agora na Liga Nordeste Feminina disputada em Campina Grande, na Paraíba. Além da equipe pernambucana o Treze e Cesmac também compõe a chave B.

A disputa do grupo iniciou na sexta-feira com a partida entre Treze que venceu o Cesmac por 27×21. Na sequência o Cesnac entrou em quadra novamente, mas perdeu para o Português por 37×15. Para fechar os confrontos nova vitória do Aeso que passou com placar de 32×22 no domingo. Vanynne Jéssica Lopes dos Santos do Cesmac ficou com a artilharia e  Ana Cecília Monteiro da Silva da equipe campeã, ambas com 14 gols. Caroline Barbosa, do Treze (PB), e Talita Cibele Correia, do Português/AESO (PE), ficaram em segundo com 13. Na terceira posição, com 10 gols, ficou Juliete Milena Ferreira França, também do time pernambucano.

Na disputa pela chave C a primeira colocação foi a equipe do CRB/UFAL que disputou contra o Ipanema de Alagoas e Quixadá do Ceará. As partidas aconteceram na mesma data da chave B, porém a disputa foi realizada em Santana de Ipanema, em Alagoas.

A primeira partida aconteceu entre CRB/UFAL que venceu o Ipanema, por 25 a 23, na sequencia a equipe voltou a vencer, desta vez sobre o Quixadá, por 28 a 16. E fechando a rodada o confronto entre o Quixadá que passou pelo Ipanema, com o placar de 30 a 25. A artilharia ficou com Jacyane Santos da equipe campeão com 15 gols seguida por Maria Holanda com 12 gols para o Quixadá e Jéssica Barros, também da equipe campeã, com 11.

 

 *Com informações da CBHb

 

E.C Pinheiros vence o Super Paulistão

Pinheiros levou o ouro no Super Paulistão Masculino. Foto: Divulgação/ FPHb

Pinheiros levou o ouro no Super Paulistão Masculino. Foto: Divulgação/ FPHb

A final do Super Paulistão Masculino teve sua final definida entre dois paulistas: o E. C. Pinheiros e o representante brasileiro no Super Globe TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté. A vitoria do Pinheiros veio em uma partida forte entre as duas equipes com o primeiro tempo para o Taubaté e a somente na segunda etapa o Pinheiros conquistou o ouro com 25×22 no placar.

A vitória não parecia certa já que a equipe renovada parecia não superar a força ofensiva de um dos participantes de uma competição internacional, mas o Pinheiros contava com a força de um preparo que pensou a longo prazo e provou que a categoria de base é um diferencial. Mesclar jovens talentos com atletas consagrados,  Lucas Santana e Zeba, foi apontado como um dos grandes destaques.

O bronze

O São José conquistou o bronze sobre o metodista. Foto: Divulgação/ FPHb

O São José conquistou o bronze sobre o metodista. Foto: Divulgação/ FPHb

Instituto Buzzo Sport/São José consagrou-se com o bronze após vencer o Metodista/São Bernardo/Besni por 29×24, mas pra quem pensa que a partida foi fácil o primeiro tempo com empate em 13×13 demonstra a supremacia do São José veio apenas na segunda etapa.

A maior competição brasileira de clubes encerrou sua fase masculina neste final de semana. As equipes femininas ainda seguem na disputa pelo ouro. As equipes paulistas competiram ao longo de março a setembro para conhecer a melhor equipe paulista deste ano.

Pinheiros bate o Taubaté e leva o título do Super Paulistão Masculino

Pinheiros e Taubaté fizeram um jogo de botar fogo na torcida/Foto: Federação Paulista de Handebol

Pinheiros e Taubaté fizeram um jogo de botar fogo na torcida/Foto: Federação Paulista de Handebol

O Pinheiros bateu o Taubaté na final do Super Paulistão. A partida da Final Four foi nesta tarde e consagrou a equipe campeã 2014 pelo placar de 25 a 22.

O jogo foi quente e agitado e por boa parte do tempo a diferença no placar era muito pequena. Foram muitos minutos de empate. Isso gerava uma ansiedade na torcida que fazia barulho, cantava e vibrava a cada lance.

Em quadra dois times concentrados, bem preparadas tecnicamente. Defesas bem armadas e ataques rápidos. Nem sempre o gol saia, mas quando a bola entrava na rede era em lances de tirar o fôlego.

Os goleiros tiveram trabalho! Os arremessos eram fortes, mas quem disse que eles sentiram medo? Foram defesas espetaculares de ambos os lados. Nada tirou o brilho das muralhas paulistanas.

O Pinheiros abriu o placar e se manteve a frente em diversos momentos. O Taubaté correu atrás e empatou a partida. Assim ficou por mais da metade do tempo na segunda etapa. Só nos minutos finais que o Pinheiros conseguiu marcar e virar o jogo, ficando na frente e assim garantindo o ouro.

O terceiro lugar ficou com o São José que venceu nesta tarde o Metodista/São Bernardo, por 29 a 24.