Santo André permanece invicto na Liga Nacional

A equipe do Santo André é a única invicta na Liga Nacional. Foto: Divulgação/CBHb

A equipe do Santo André é a única invicta na Liga Nacional. Foto: Divulgação/CBHb

A única equipe que permanece invicta na Liga Nacional Feminina é de São Paulo. O Santo André venceu o Espirito Santo Handebol por 23 a 18 na partida disputada pela chave B da Liga. Fernanda Barbosa foi a artilheira da partida com cinco gols.

Ainda pela chave B o Blumenau/FURB enfrentou o Cascavel/FAG/CAIO e já no primeiro tempo a equipe catarinense já vencia as paranaenses. O final acabou ainda com melhor colocação da  equipe de Santa Catarina que fechou o placar com 43×20. Pela chave A apenas um confronto entre Santa/Feevale/Novo Hamburgo que encarou Força Atlética/Governo de Goiás/Estácio de Sá e venceu por 35×25.

 

Resultados*

Chave A
Santa/Feevale/Novo Hamburgo (RS) 35 x 25 Força Atlética/Governo de Goiás/Estácio de Sá (GO)
Primeiro tempo: 17 a 9
Chave B
Blumenau/FURB (SC) 43 x 20 Cascavel/FAG/CAIO (PR)
Primeiro tempo: 23 a 8
Santo André (SP) 23 x 18 Espírito Santo Handebol (ES)
Primeiro tempo: 11 a 9
*Com informações da CBHb

 

Anúncios

Brasil vence invicto o Torneio Internacional da Espanha!

As meninas comemoram o título/ Foto: CBHb

As meninas comemoram o título/ Foto: CBHb

O Brasil VENCEU invicto o Torneio Internacional da Espanha! A decisão foi hoje pela manhã, 30 de novembro, contra a Espanha. As duas equipes tinham vencido os dois jogos que participaram e a decisão tinha uma importância singular. O duelo intenso teve duas seleções preparadas e querendo muito o título. As brasileiras por serem as campeãs mundiais e as espanholas porque eram as donas da casa. No final, após 60 minutos de jogadas intensas, no qual a Espanha vencia, a Seleção Brasileira virou e ficou com a vitória com vantagem de quatro gols.

A Espanha começou o jogo dominando e o Brasil correndo atrás. Tinha erros na defesa, que atuava mais aberta e acabava deixando espaços, favorecendo os ataques espanhóis. As goleiras eram paredões e quase não levavam gols. A seleção espanhola chegou a abrir vantagem, mas nada que preocupassem as brasileiras. Elas correram atrás do prejuízo e empataram o jogo!

Contudo, o ataque do Brasil não conseguia finalizar bem e nos contra-ataques as espanholas voltaram a marcar. O Brasil também marcava e evitava que a diferença entre as duas equipes fosse muito grande. Na começo do intervalo o placar parcial marcava: ESP 12 x 11 BRA.

No começo do tempo complementar, as espanholas seguiram dominando, as brasileiras ainda tinham os mesmos erros, porém a equipe estava mais rápida e os lances mais efetivos. Morten pediu tempo técnico, trocou jogadoras, manteve Babi no gol e ajeitou o time. A defesa ficou mais fechada e o ataque mais livre e com isso mais ágil, possibilitando que os contra-ataques terminassem em gol. A Seleção Brasileira nem parecia a mesma, ou melhor, parecia sim, mas aquela que venceu o Mundial em 2013.

A Espanha percebeu isso e o técnico também arrumou a sua equipe, porém as europeias eram mais lentas. O Brasil aproveitou e fez o que sabe de melhor: atacar e marcar gols. Foram quatro seguidos. As brasileiras viraram o jogo e garantiram a diferença. Sem chances para o empate. Todavia, era importante se manter atendo, pois o rival em quadra era a Espanha, conhecida por jogadas inesperadas. Com a Seleção brasileira comandando o jogo a vitória foi inevitável. PLACAR FINAL: ESP 20 x 24 BRA.

Ana Paula, central que virou armadora esquerda, foi decisiva no jogo. Ela foi o grande destaque ao marcar 12 gols.

No ginásio lotado a emoção das atletas pela conquista inédita. Hino tocou e a emoção aflorou. Parabéns meninas!

Karol não poderá jogar amanhã, mas a lesão não foi grave

Karol recebeu os primeiros cuidados ainda em quadra/Foto: Print Tela

Karol recebeu os primeiros cuidados ainda em quadra/Foto: Print Tela

A CBHb divulgou nesta tarde o boletim médico da atleta Karol, que se machucou em lance durante o primeiro tempo da partida entre Brasil e Polônia no Torneio Internacional da Espanha. A médica da Seleção Brasileira, Pauline Buckley Bittencourt Silva, explicou que karol sofreu uma entorse no joelho, sendo assim a lesão não é grave. Porém, a jogadora não poderá entrar em quadra amanhã, no jogo com a Espanha. Ela ficará alguns dias sem competir e apenas com treinos leves. No momento Karol está sob cuidado da equipe médica da Seleção e já passou pelo trabalho de fisioterapia.

Boa sorte Karol! Rápida e tranquila recuperação.

Brasil goleia a Polônia e vence a segunda no Torneio da Espanha

Brasil e Polônia/ Foto:CBHb

Brasil e Polônia/ Foto:CBHb

Que partidão! A campeã mundial 2013 contra a quarta colocada. Brasil e Polônia fizeram uma partida digna das melhores da Europa. Com larga vantagem a Seleção Brasileira venceu a segunda partida no Torneio da Espanha, mas não pense que o duelo foi tranquilo. As polonesas estavam com muita vontade de jogar e diminuir a vantagem. Porém, a qualidade das brasileiras ficou mais evidente. Infelizmente, mais uma atleta brasileira acabou se lesionando.

Nos minutos iniciais a Polônia dominou, mas até dos dois minutos não havia saído gol para nenhum lado. O Brasil bem que tentava, mas naquele momento, os arremessos não eram efetivos. A seleção polonesa, contudo, achou o caminho do gol e marcou forte. A Seleção Brasileira foi atrás e pouco depois empatou a partida, conseguindo virar e abrir vantagem. As duas defesas estavam perfeitas. Legítimos paredões. Os ataques eram rápidos e tinham dificuldades para chegar ao gol. Quando faziam esbarravam em goleiras preparadas. Babi destacou-se defendendo bolas, quase impossíveis. Enquanto o ataque polonês apertava, o brasileiro não era tão bom. Mas isso não era problema, pois era no contra-ataque que as brasileiras faziam sucesso e marcavam um gol atrás do outro. No último segundo, Ale Nascimento marca um gol e abre a vantagem. Placar parcial: BRA 20 x 10 POL.

Na volta do intervalo, a situação de jogo não mudou muito. O Brasil dominava, mas quem marcava era a Polônia. Tal como no começo do 1º tempo, a Polônia fez dois gols diretos. No contra-ataque novamente as brasileiras estavam bem. No gol, Jéssica substituía Babi, e o teste do Morten surtiu efeito. Jéssica era um paradão e poucas bolas por ela passavam. Teve gol defendido que foi milagre.

A Polônia corria atrás no placar, cometia muitas faltas e elas geraram alguns 2 minutos. O Brasil também cometia faltas, porém era em menor número e apenas duas jogadoras levaram a penalidade. A Polônia teve 7 metros a seu favor, todavia nem todos terminavam em gol. Bem diferente era a situação das brasileiras. Em pelo menos quem bateu foi Ale Nascimento, e todos terminaram em gol. PLACAR FINAL: BRA 33 x 22 POL.

Ainda durante a etapa inicial, Karol em lance de disputa na área do gol acabou se machucando. A atleta brasileira sentiu fortes dores no joelho e teve que sair carregada de quadra. Ela foi encaminhada para um hospital local e passa por exames.

A Seleção Brasileira teve uma baixa. Em comunicado oficial, Eduarada Amorin, a Duda, avisou que ela teve uma ruptura total do ligamento cruzado anterior (LCA). “Vou necessitar de intervenção cirúrgica e, em razão disso, ficarei alguns meses fora das quadras.Obrigado por todo o apoio, orações e mensagens positivas!”, disse Duda em nota na sua página oficial no Facebook.

O próximo e último jogo da Seleção Brasileira será neste domingo, 30 de novembro, contra a Espanha, às 10h. Haverá transmissão pelo canal Sportv 3.

Morten Soubak é eleito melhor técnico de 2014

Morten foi eleito melhor técnico do ano pelo COB. Foto: Divulgação/CBHb

Morten foi eleito melhor técnico do ano pelo COB. Foto: Divulgação/CBHb

O dinamarquês Morten Soubak foi eleito o melhor técnico de handebol de 2014 na premiação realizada pelo Comitê Olímpico Brasileiro, que também deu a Eduarda Amorim o título de melhor jogadora, o anúncio foi realizado pelo orgão na sexta-feira.

Em entrevista ao site da CBHb* o técnico deixou claro a felicidade pelo reconhecimento: “É uma honra muito grande receber o Prêmio Brasil Olímpico. Fico bastante feliz com o reconhecimento do trabalho, que não é realizado só por mim, mas é mérito de todos os envolvidos com a modalidade no Brasil. Isso nos motiva mais ainda para irmos atrás de outros resultados positivos em 2015, nos Jogos Pan-Americanos, no Mundial e no Rio 2016. O Mundial de 2013 foi histórico. Poucas vezes um time de fora da Europa conquistou um título dessa grandeza.”

A 16ª edição do Prêmio Brasil Olímpico cada modalidade conhecerá seu atleta destaque e ainda será revelado o “Atleta da Torcida” que terá escolha através do voto popular, não temos representantes no handebol, mas você pode conhecer os candidatos pelo site COB

* Com informações da CBHb

Drops handebol: final de semana cheio de competições

Santa/Feevale busca a segunda vitória/ Foto: Page da equipe

Santa/Feevale busca a segunda vitória/ Foto: Page da equipe

Drops desta sexta-feira recheado de notícias, ou melhor, competições. O final de semana terá Torneiro Internacional da Espanha, no qual a Seleção Brasileira Feminina está participando (veja aqui), tem também Liga Nacional Feminina, Campeonato Brasileiro de Cadeira de Rodas e Liga Estadual Juvenil Feminino de São Paulo. Não deixe de conferir e ficar por dentro do que acontece no handebol brasileiro.

Liga Nacional agita as quadras neste sábado

A Liga Nacional Feminina segue neste sábado, 29 de novembro, com três partidas. O Blumenau (SC) receberá o Cascavel (PR), às 17h, no Centro Esportivo do SESI Blumenau (SC). O Santo André (SP) encarará o Espírito Santo Handebol (ES), às 18h, no Ginásio Noemia Assunção, em Santo André (SP). A partida entre Santa/Feevale (RS) e Força Atlética (GO) encerra a rodada, a partir das 21h, no Ginásio de Esportes do Centro Integrado de Educação, em Campo Bom (RS).

Ontem, mais três partidas movimentaram a Liga Feminina. Saíram com a vitória Apahand/UCS (RS), Concórdia (SC) e Metodista/São Bernardo (SP). Confira aqui o resumo das partidas.

Brasileirão de Handebol de Cadeira de Rodas com transmissão ao vivo

O Campeonato Brasileiro de Handebol de Cadeira de Rodas está acontecendo desde quarta-feira, 26 de novembro, em Foz do Iguaçu (PR) e irá até domingo, dia 30. Participam 16 equipes dos naipes masculino, feminino e misto. O campeonato está sendo transmitido em tempo real pelo canal do Youtube dos organizadores do evento.

Confira no link os vídeos das partidas já realizadas e também as próximas: https://www.youtube.com/channel/UCMoEpjicsOjnyPB8VbCPqig

Amanhã tem a final do Estadual Juvenil de São Paulo

Neste final de semana, 29 e 30 de novembro, tem as semifinais e a final da Liga Estadual Juvenil Feminina de São Paulo, também chamado de Série Ouro da Lhesp. Clube Mogiano e Ser/Paulina fazem uma das partidas da semifinais. Atibaia e 15 de Piracicaba fazem o outro jogo, às 13h45. As partidas serão no Ginásio de Esportes do Parque Prezotto, em Piracicaba.

A grande final será domingo, 30, no mesmo ginásio, com horário previsto para às 13h45.

Brasil vence a Tunísia, mas perde uma jogadora na Seleção

Seleção venceu com tranquilidade/ Foto: CBHb

Seleção venceu com tranquilidade/ Foto: CBHb

Hoje teve a primeira partida do Brasil no Torneio da Espanha. Enfrentou a Tunísia e venceu pelo placar de 35 a 23. O técnico Morten Soubak aproveitou para testar as atletas que vem treinando desde o começo do ano. Entre as jogadoras as campeãs mundiais de 2013 e novatas. O triste dessa história foi ver a nossa melhor jogadora, segundo o COB, com lágrimas nos olhos. Em um lance teve uma lesão no joelho esquerdo e teve de ser retirada de quadra.

O ritmo brasileiro era intenso. A Seleção Brasileira aproveitou a fraca defesa tunisiana e partiu para cima. Abriu o placar e também uma boa vantagem. As meninas eram rápidas e contra-atacavam com facilidade. Frente a isso, a seleção da Tunísia mostrava certa intranquilidade e essa ansiedade atrapalha os ataques.

Foi por volta dos cinco minutos da primeira etapa que Duda Amorin ao fazer um arremesso ao gol sofreu a lesão. No retorno do salto ao apoiar o pé esquerdo no chão ela resvalou, sentiu uma forte dor e caiu. Imediatamente foi socorrida por uma jogadora tunisiana. As imagens mostravam que o joelho da atleta girou para fora. Até o momento não se sabe a gravidade do trauma. As últimas informações, porém, destacam que foi uma ruptura de ligamento no joelho esquerdo.

O Brasil não se deixou abalar por causa da lesão de uma das suas principais atletas e seguiu partindo para cima. Na entrada do intervalo – Placar parcial: Brasil 19 a 10 Tunísia.

Na volta do intervalo, a Seleção Brasileira voltou com um ritmo mais calmo, bem diferente das tunisianas que voltaram com mais foco e mais calmas. Depois de alguns erros, o treinador brasileiro parou com os testes, armou a equipe e a partir deste momento só deu Brasil. Se a seleção da Tunísia ameaçava, depois dos 15 minutos do segundo tempo, isso não existia mais. O ataque efetivo e a defesa fechada fizeram com que o jogo terminasse com uma grande vantagem brasileira. Placar Final: Brasil 35 x 23 Tunísia.

A Seleção Brasileira volta as quadras amanhã, 29 de novembro, às 13h, contra a Polônia. O canal SporTv 3 fará a transmissão da partida.

Concórdia, Metodista/São Bernardo e Apahand/UCS com vitórias na Liga Feminina

Metodista e FAB/ Foto: CBHb

Metodista/ São Bernardo e Vila Olímpica/FAB em partida quente nesta noite/ Foto: CBHb

A noite desta quinta-feira, 27 de novembro, três partidas movimentaram a Liga Nacional Feminina. Concórdia (SC), Metodista/São Bernardo (SP) e Apahand/UCS (RS) saíram com a vitória.

Apahand/UCS (RS) recebeu o Força Atlética (GO) e a partida foi intensa. Durante todo o primeiro tempo o placar, aberto pelas gaúchas, quase ficou empatado, tanto que foi para o intervalo marcando 10 a 9, para a UCS. As defesas bem armadas não deixavam que os ataques fossem bem executados, o que ocasionava poucos gols. Os ataques foram mais efetivos na metade da segunda etapa e foi neste momento que a equipe dona da casa conseguiu abrir uma pequena vantagem. Placar final: Apahand/UCS 23 x 20 Força Atlética. Jogo pelo grupo A.

Este jogo foi tão intenso que até na artilharia teve disputa. Cinco atletas marcaram quatro gols e foram destaque: Larissa Araújo, Lígia Costa e Samara Vieira, da UCS (RS), Joice Rodrigues e Thaís Silva, da Força Atlética (GO).

Concórdia (SC) e Cascavel (PR) também tiveram um duelo digno para torcedores de corações fortes. Na primeira etapa a diferença em quadra era grande e a favor das catarinenses que conseguiram abrir vantagem de seis gols, tendo placar de 16 a 10. NO segundo tempo, porém, a equipe paranaense mais tranquila, atacou mais forte e diminuiu a diferença, para apenas três gols. Placar final: Concórdia 28 x 25 Cascavel.

A goleadora da partida, válida pela chave B, foi Isabela Ansolin, do Concórdia, com seis gols.

Pela chave A, o Metodista/São Bernardo (SP) encarou a Vila Olímpica Manoel Tubino/FAB (RJ). O Jogo não foi fácil, mas o time paulista teve mais ataques bem concluídos o que originou uma diferença no final do primeiro tempo de cinco gols, 15 a 10. Na volta do intervalo as jogadoras estavam visivelmente mais concentradas, porém não menos ansiosas. As cariocas atacaram, contudo, não tinham uma defesa efetiva que conseguisse bloquear as paulistas, tanto que os gols vieram para ambos os lados, mas a vantagem de sete gols era do Metodista. Placar final: Metodista/São Bernardo 28 x 21 Vila Olímpica/FAB.

Com sete gols marcados, Lívia Horácio, do Metodista/São Bernardo, foi a artilheira da partida.