Barcelona é campeão da Champions League 2015

Arte: Facebook FCB Handbol

Arte: Facebook FCB Handbol

Foi uma partida a altura da final da Champions League e o desejo de Nikola Karabatic de sair para o Paris Saint-Germain deixando o Barcelona com o nono título da Champions Legue foi atendido. A equipe húngara do Veszprém demonstrava querer fazer história conquistando o titulo, mas a supremacia espanhola ficou clara em quadra.

Não foi um jogo fácil, muito menos monótono, quem pode acompanhar se deleitou com duas equipes de alto nível na qual o confronto entre duas estrelas chamava atenção de um lado Nikola Karabatic que mesmo envolvido em um escândalo de resultados mostrava que nenhum problema pode bater sua qualidade técnica. Já László Nagy com 11 anos de experiência precisou de três anos para ver seu clube chegar a final de uma champions novamente o que se deu frente ao seu antigo clube o Barcelona o que não impediu que ele se destaca-se em quadra.

Veszprém não conseguia conter os avanços do Barcelona. Foto: Facebook/EHF

Veszprém não conseguia conter os avanços do Barcelona. Foto: Facebook/EHF

No primeiro tempo o Barcelona parecia querer definir a partida o que se demonstrou impossível já que o Veszprém seguia na frente, mas a cada novo gol da equipe húngara um novo gol espanhol acontecia. Este não durou muito e com 15 minutos o time catalão levava vantagem e ao final do primeiro tempo já desenhava o que seria a partida abrindo quatro gol de vantagem, 14×10.

Na segunda etapa o time do Veszprém veio com tudo e prometia diminuir a vantagem, mas jogadas pelo meio facilitavam o bloqueio do Barça que não perdia a chance de aumentar a vantagem. Aproveitando as falhas pelos flancos o Barcelona conseguia aumentar a vantagem e o Veszprém passou a se precipitar o que diminuía os gols. László e Chema tentavam aproveitar a diminuição em quadra dos adversários a cada novo 2 min, mas o goleiro Saric somado as finalizações precisas de Karabatic decretaram o final da partida com seu gol que chegou a 28×23.

Barcelona chegou a nona conquista de titulo após a vitória de hoje. Foto: Facebook/MKB Veszprém KC

Barcelona chegou a nona conquista de titulo após a vitória de hoje. Foto: Facebook/MKB Veszprém KC

Com está conquista o Barcelona consagrou-se campeão pela nona vez, enquanto o Veszprém conseguiu o vice-campeonato pela segunda vez na história. Na terceira colocação ficou o Kielce que venceu o Kiel na partida, que antecedeu a final, por 28×26.

Jesper Nøddesbo shares his emotions after winning the VELUX EHF Champions League with FCB Handbol!

Posted by EHF Champions League on Domingo, 31 de maio de 2015

Anúncios

Domingo tem rodada de Super Paulistão

Não é só a final da Champions League que acontece neste domingo tem Super Paulistão em rodada do Adulto masculino e infantil feminino. Na parte da manhã Corinthians encara o COTP ás 11h e na parte da tarde o Franca encara o Jundiaí ás 14h e o Hebraica pega o São Carlos ás 16h.

Na competição adulto o Jundiaí tenta conseguir a primeira vitória na competição sobre o Franca que já possui duas partidas ganhas. Na outra partida o São Carlos com apenas uma vitória encara o Hebraica que também possui duas vitórias. Quem ocupa a liderança no masculino é o Metodista seguido do Taubaté.

 

Barcelona e Veszprém disputam final da Champions League

O Vzprem encara o Barcelona pela final da Champions neste domingo. Foto: Divulgação/EHF

O Veszprem encara o Barcelona pela final da Champions neste domingo. Foto: Divulgação/EHF

A Champions League  teve sua semifinal neste sábado que classificou o Barcelona, que venceu o Kielce da Polônia por 33×28, e o Veszprém, que passou pelo Kiel da Alemanha por 31×28, para a final que acontece ás 13h deste domingo.

Enquanto os espanhóis do Barcelona disputam a 11ª final o Veszprém não só estréia em finais como é a primeira equipe a quebrar a hegemonia de Alemanha e Espanha na competição desde 2004, os húngaros entram em quadra tentando impedir que o Barcelona conquiste a nona taça da Champions.

Já o Kiel e o Kielce disputam a terceira colocação antes da grande final que terá transmissão direto pelo site da competição. A partir das 10h15 amanhã e terá também transmissão pelo canal a cabo brasileiro Esporte Interativo. O Dois Minutos acompanha a partida pelo twitter @dois_min.

 

Sem descanso para a Seleção Brasileira Feminina

Seleção venceu o Pan neste fim de maio, em Cuba e já retorna a competir em junho/ Foto: Wander Roberto - Photo&Grafia - CBHb

Seleção venceu o Pan em Cuba e já retorna a competir em junho/ Foto: Wander Roberto – Photo&Grafia – CBHb

Após vencer o Pan-Americano de Handebol Feminino nesta semana, a Seleção Brasileira voltará a competir. A equipe brasileira foi convocada e irá participar do Desafio das Campeãs, nos 12 e 14 de junho, em São Bernardo do Campo (SP).

O Desafio das Campeãs é um torneio amistoso composto por dois jogos, no qual se enfrentam a seleção campeã Olímpica e a seleção campeã Mundial. Neste caso, o embate é entre a Noruega e o Brasil.

A Seleção Brasileira é composta por 21 jogadoras, tal como a norueguesa. O Brasil começará os treinos no dia 6, na Escola de Educação Física do Exército, no Rio de Janeiro (RJ). Neste mesmo local haverá os treinos da Noruega.

O Desafio das Campeãs acontecerá no Ginásio Poliesportivo Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo (SP).

Diferente do Pan-Americano, no qual a Seleção Brasileira era composta por 16 atletas, muitas delas novas no grupo, pois faziam parte da renovação que Morten busca, agora a equipe tem mais jogadoras e a maioria disputou o Mundial de 2013. Confira abaixo a lista de convocadas por Morten Soubak.

Seleção Brasileira Feminina

Goleiras: Bárbara Arenhart (Baia Mare-Romênia), Jacqueline Oliveira Santana (Toulon-França), Jéssica Oliveira (Concórdia-SC) e Mayssa Pessoa (CSM Bucaresti-Romênia).

Armadoras: Adriana do Nascimento Lima (MKS Zaglebier Lubin-Polônia), Amanda Andrade (Concórdia-SC), Deonise Fachinello (CSM Bucaresti-Romênia), Eduarda Amorim (Gyori Audi ETO-Hungria), Jaqueline Anastácio (Rongkobing Handbold APS-Dinamarca), Juliana Malta Varela de Araújo (MKS Zaglebier Lubin-Polônia) e Karoline Souza (Nykobing Handboldklub-Dinamarca).

Centrais: Ana Paula Rodrigues Belo (CSM Bucaresti-Romênia) e Francielle Gomes da Rocha (Hyppo Nö-Áustria).

Pontas: Alexandra Nascimento Martinez (Baia Mare-Romênia), Célia Costa Coppi (Metodista/São Bernardo-SP), Fernanda França (CSM Bucaresti-Romênia), Jéssica Quintino (MKS Selgros Lublin-Polônia) e Samira Rocha (OGC Nice-França).

Pivôs: Daniela de Oliveira Piedade (Siofok KC-Hungria), Fabiana Carvalho Diniz (SG BBM Bietigheim-Alemanha) e Tamires Morena Lima de Araújo (Gyori Audi ETO-Hungria).

João Pessoa (PB) receberá o Torneio das Quatro Nações

Jordi acredita que o Torneio é um bom preparatório para o Pan-Americano de Toronto/ Foto: CBHb

Jordi acredita que o Torneio é um bom preparatório para o Pan-Americano de Toronto/ Foto: CBHb

João Pessoa (PB) receberá em junho o Torneio das Quatro Nações. A capital paraibana será palco da competição amistosa que reunirá as seleções masculinas do Brasil, Chile, Cuba e Tunísia. Os jogos acontecerão nos dias 10, 11 e 13, no Ginásio Poliesportivo Ronaldo Cunha Lima (Ronaldão).

A Seleção Brasileira já foi convocada por Jordi Ribera, e a equipe irá para a Paraíba no dia 3 de junho para uma seção de treinos antes do campeonato.

Para o treinador essa será uma ótima oportunidade para preparar a equipe para os próximos eventos no qual a Seleção participará. “Iremos enfrentar bons adversários. O Chile, por exemplo, vem crescendo e cada vez temos mais problemas para ganhar deles. Eles têm uma grande oportunidade de brigar com a Argentina pela vaga nos Jogos Olímpicos do Rio. Cuba costuma convocar jogadores fisicamente muito bons. Sempre é uma equipe que trabalha bem. Já a Tunísia se caracteriza por fazer jogos defensivamente igualados. Pelos resultados que tiveram na primeira fase do Mundial, acabaram ficando em uma posição melhor do que a nossa. Será um torneio extremamente importante para a nossa preparação para Toronto”, ressaltou.

Essa é a segunda edição do Torneio das Quatro Nações. A primeira ocorreu no ano passado, em São Bernardo do Campo (SP), sendo que o Brasil foi campeão invicto.

Lista de convocados para a Seleção Brasileira

Goleiros: César Augusto Oliveira de Almeida (Asociación Deportiva Ciudad de Guadalajara-Espanha), Maik Santos (Taubaté-SP) e Rangel Rosa (Univali-SC).

Armadores: Fernando José Pacheco Filho (Taubaté-SP), Gustavo César Rodrigues (EC PInheiros-SP), Haniel Langaro (EC Pinheiros-SP), Leonardo Felipe Sampaio Santos (EC PInheiros-SP), Oswaldo Maestro Guimarães (BM Villa de Aranda-Espanha), Raul Nantes Campos (Tremblay em France Handball-França), Thiago Alves Ponciano (Maringá-SP) e Thiagus Petrus Gonçalves do Santos (Nathurhouse La Rioja-Espanha).

Centrais: Acácio Marques Moreira Filho (Metodista/São Bernardo-SP), Bruno Santana (EC Pinheiros-SP), Diogo Kent Hubner (Metodista/São Bernardo-SP), Henrique Selicani Teixeira (Taubaté-SP) e João Pedro Francisco da Silva (Ademar León-Espanha).

Pontas: André Martins Soares (Taubaté-SP), Cléber Antônio de Andrade (aubaté-SP), Fábio Rocha Chiuffa (Asociación Deportiva Ciudad de Guadalajara-Espanha) e Felipe Borges Dutra Ribeiro (Montpellier Agglomeratión-França), Lucas Cândido (Taubaté-SP) e Rudolph Hackbarth (Itajaí-SC).

Pivôs: Alexandro Pozzer (Asosiación Deportiva Ciudad de Guadalajara-Espanha), Rogério Moraes (Vila Olímpica Manoel Tubino/FAB-RJ) e Vinícius Teixeira (Taubaté-SP).

Super Paulistão com partidas neste final de semana

Com a bola, o armador Milton da Silva, do Piracicaba/ Foto: Adilson Zavarize - 15 de Piracicaba

Com a bola, o armador Milton da Silva, do Piracicaba/ Foto: Adilson Zavarize – 15 de Piracicaba

O final de semana, 30 e 31 de maio, será com partidas do Super Paulistão feminino e masculino. Confira quais as partidas que agitaram São Paulo e aproveite para ver como anda a classificação.

No feminino haverá apenas uma partida. No sábado o São José enfrentará o Osasco, às 16h, no Ginásio Vale do Sol. Os jogos neste naipe voltarão a acontecer a partir da terça-feira, 2 de junho.

Super Paulistão Classificação fem 29 de maio

No masculino os duelos serão retomados hoje, 29. A Hebraica receberá o 15 de Piracicaba, às 20h30, na Associação Brasileira A Hebraica.

Sábado haverá um jogo. O Franca encarará o São Caetano, às 15h, no Ginásio Amauri Destro. No domingo serão duas partidas. O Franca retorna as quadras para jogar com o Jundiaí, a partir será no Amauri Destro, a partir das 14h. A Hebraica receberá o São Carlos, às 16h, na Ass. Bras, A Hebraica.

Super Paulistão Classificação mas 29 de maio

Brasil é campeão do Pan-Americano Feminino #LaHabana15!

Brasil é campeão e mantem a hegemonia no Pan Feminino/ Foto: PATHF

Brasil é campeão e mantem a hegemonia no Pan Feminino/ Foto: PATHF

O Brasil é campeão do Pan-Americano de Handebol Feminino! A Seleção Brasileira conquistou o nono título ao superar Cuba na grande final ocorrida nesta noite, 28 de maio. A partida foi intensa, as cubanas não deram vida fácil para as brasileiras, ameaçaram, ficaram a frente no placar, mas o Brasil reverteu. A festa não estaria completa se não fosse a torcida que deu um espetáculo, lotando o ginásio e  cantando o tempo todo. Ânimos a flor da pele. Técnicos agitados.

Cuba surpreendeu mais uma vez neste Pan. Abriu o placar e segurou assim por pouco mais de um minuto. O Brasil atacava, não saia da área cubana, mas elas tinham um forte bloqueio e todos os arremessos a gol da Seleção Brasileira acabavam sendo ou defendidos ou iam para fora das quatro linhas, mesmo assim o Brasil conseguiu o empate. Em um dos pouco contra-ataques, a seleção cubana conseguiu marcar e abriu a diferença. Para ajudar o Brasil desperdiçou dois arremessos de sete metros.

Logo após o gol cubano, as brasileiras reagiram e conseguiram chegar ao gol. Ao sofrerem mais uma falta e com a chance de empatar o jogo, Larissa foi responsável pelo tiro de sete metros. Perfeitamente ela arremessou, a bola quicou e entrou para o gol, pelo meio das pernas da goleira cubana. Ao longo do jogo, Larissa repetiu a jogada em mais três oportunidades.

Por falar na defesa cubana. Elas bloqueavam muito bem o ataque brasileiro. Apostaram no um contra um. Contudo, cometiam faltas graves, e por isso aconteceram tantos sete metros a favor do Brasil. A goleira era uma muralha, mas tinha um defeito. Não defendia bem as jogadas baixas.

Aos sete minutos de jogo, Cuba estava a frente, com apenas um gol de diferença. Morten já estava inquieto e gritava muito. A defesa brasileira era boa, porém deixava buracos e as cubanas aproveitavam para chegar no gol. Já o ataque era rápido, mas errava passes. O Brasil estava visivelmente nervoso. Já o gol estava muito bem defendido e Jéssica estava realizando milagres.

Depois de uma parada técnica e de uma conversa com Morten Soubak, no qual ele recomendou que as atletas mantivessem a atenção e a posse de bola, aos 14 minutos o Brasil marcou, empatou e virou o placar. A partir daí comandou o jogo. Aos 17 minutos o Brasil não só estava vencendo, mas como também tinha a vantagem de cinco gols. Desta vez quem estava completamente nervoso na beira da quadra foi o treinador cubano, Lorenzo, que resolveu pedir tempo e conversar com suas atletas. A partir daí a seleção cubana pressionou e chegou ao empate. Mas a Seleção Brasileira foi mais efetiva, marcou e foi para o intervalo na frente. Placar parcial: BRA 13 x 11 CUB.

Na volta do intervalo, as cubanas voltaram ainda mais focadas. Elas queriam o título. O Brasil corrigiu os erros da defesa. Foi mais efetivo no ataque, contudo os erros de passe aconteceram e deixaram o treinador do Brasil ainda mais irritado. Aos três minutos do tempo complementar Cuba atacou, contra-atacou e empatou. Era gol lá e gol cá. Quando uma equipe marcava a outra dava um jeito de marcar seu gol também. Enquanto isso, a torcida cantava e vibrava. Aos 19 minutos, o Brasil conseguiu desempatar e abrir vantagem de dois gols. Cuba, contudo, não desistiu e foi para cima. Somente aos 25 minutos que as brasileiras conseguiram ampliar a diferença, para três gols. O placar se manteve assim até o minuto final, quando o Brasil chegou ao gol com Célia Costa. Placar final: Brasil 26 x 22 Cuba.

Jéssica Oliveira, Jaqueline e Samira foram consideradas as melhores do campeonato nas suas posições.

De acordo com a imprensa de Cuba, os torcedores lotaram o ginásio, já que queriam apoiar a seleção cubana (que possui a prata e um bronze no Pan) e ao mesmo tempo queriam ver de perto as campeãs mundiais.

Em entrevista, Fabiana Diniz, a Dara, agradeceu o carinho que a Seleção Brasileira recebeu da torcida cubana. “Em todos os nossos jogos, inclusive nestes,  eles estavam presentes. A torcida Brasil, Brasil, Brasil”, comemorou a atleta brasileira.

E não pense que as cubanas ficaram tristes com a derrota, pelo contrário, elas estavam super animadas.

Estão classificadas para o Mundial 2015: Brasil, Cuba, Argentina e Porto Rico.

O Brasil foi campeão nos anos de 1997, 1999, 2000, 2003, 2005, 2007, 2011, 2013 e 2015.

Além de Brasil e Cuba, mais jogos pelo Pan-Americano

Além de Brasil e Cuba, no qual a Seleção Brasileira se sagrou campeã, também houve outras partidas pelo Pan-Americano. A Argentina enfrentou o Porto Rico, venceu por 16 a 33, e conquistou a terceira colocação.

O Uruguai venceu a Groenlândia, pelo placar de 27 a 21, e ficou com o quinto lugar. Com a vitória a seleção uruguaia poderá lutar pela vaga no Mundial na repescagem.

A Venezuela venceu a Guatemala, por 19 a 32, e ficou com a 11ª posição. O Chile venceu o Estados Unidos, por 22 a 28, e ficou com a nona colocação.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Final de semana com as finais da Champions League Masculina

A delegação do Barcelona foi a primeira a chegar à Alemanha./ Foto: EHF Champions League

A delegação do Barcelona foi a primeira a chegar à Alemanha./ Foto: EHF Champions League

A Champions League Masculina se aproxima do fim! Neste final de semana, 30 e 31 de maio, acontece a Final Four, no qual Barcelona (Esp), Kielce (Pol) Kiel (Ale) e Vesprém (Hun) disputarão o título da competição mais importante da Europa.

No sábado acontecem as semifinais. O Barcelona encara o Kielce, às 10h15*; enquanto o Kiel enfrenta o Vesprém, às 13h.

No domingo acontecem os jogos que decidem quem ficará com o bronze e a grande final. A disputa pela terceira colocação da Champions acontecerá às 10h15. A final está marcada para ocorrer às 13h.

As partidas da final four ocorrerão no Ginásio do Füchse Berlin, na Alemanha.

A Champions League será transmitida no Brasil pelo canal Esporte Interativo. Quem não puder assistir pela televisão, a EHF (Federação Europeia de Handebol) transmitira em tempo real pelo canal que possui no site LaOla TV.

*Todos os horários estão no horário de Brasília.
Atualizado às 23h