Pinheiros é hexacampeão da Liga Nacional

Marcão, destaque da partida, comemora o título da Liga 2015/ Foto: CBHb

Marcão, destaque da partida, comemora o título da Liga 2015/ Foto: CBHb

O começo de tarde deste domingo, 13 de dezembro, teve um duelo dos gigantes brasileiros: Taubaté e Pinheiros, pela final da Liga Nacional 2015. O Ginásio CEMTE estava com um bom público e o calor que fazia na cidade de Taubaté (SP) refletia em quadra, a cada lance e a cada jogada. Uma partida bastante disputada e que acabou com o Pinheiros hexacampeão, por 20 a 18.

Execução do hino/Foto:CBHb

Execução do hino/Foto:CBHb

O jogo começou com o Pinheiros no ataque e com gol do Haniel, o Taubaté contra-atacou, mas lá estava o Marcão, como uma muralha e defendeu. O time taubateano errou muitos passes, era visível a ansiedade dos atletas. Ainda nos minutos iniciais, a equipe da capital paulista conseguiu abrir vantagem no marcador (3 a 0). Foram cinco minutos sem gol, os bloqueios eram fortes, muitas faltas aconteceram, e os goleiros Marcão e Rick evitaram que os arremessos fossem concluídos. Aos 8 minutos e meio, Alan fez o primeiro gol do Taubaté, no entanto não valeu, já que a equipe havia sofrido falta. Menos de meio segundo depois, Alan furou o bloqueio e gol. No entanto, o atleta caiu sem apoio, bateu as costas no chão e sentiu muita dor.

Percebendo que o Pinheiros poderia ampliar a diferença, o treinador do Taubaté, Marcus Tatá, resolveu transformar Zeba em goleiro de linha. Deu certo, o mesmo fez Sérgio Hortelan, quando viu que o Pinheiros estava perdendo a força de ataque. Porém, para o Pinheiros a utilização do goleiro-linha não deu certo, dois gols seguidos do Taubaté saíram neste momento, ambos com lances de longa distância feitos pelo goleiro Rick. O Taubaté estava com a defesa forte, contudo, cometeu muitas faltas. Isso fez a equipe ficar com um a menos em quadra, algumas vezes (exclusões de dois minutos). Depois de uma pausa técnica, o Taubaté encostou no placar (4 a 5). Depois dos 15 minutos de jogo, o duelo foi alterado, o Pinheiros marcava forte, encontrava espaços, de muitos arremessos, poucos gols e algumas defesas de Rick. Já o Taubaté, mais calmo e atento, atacava forte, mas esbarrava na defesa. Quando conseguia escapar parava em frente ao Marcão, que estava num dia de inspiração. Placar parcial: TAU 7 x 9 PIN.

Na volta do intervalo, o Pinheiros atacou e em menos de dois minutos de jogo Vinícius marcou para o Pinheiros. Zeba para o Taubaté, e Haniel para o Pinheiros. Mesmo com uma forte reação do Taubaté, o Pinheiros conseguia atacar e contra-atacar melhor, e assim aos 12 minutos da etapa complementar, abriu a vantagem que se manteve até o fim do embate (13 a 20). Enquanto Marcão era um dos destaques do Pinheiros, Alemão era do Taubaté, em virtude dos gols feitos, principalmente os três sete metros bem realizados. Aos 28 minutos, Alan marcou e fez o gol 20 do Taubaté. No apito final, Pinheiros campeão da Liga Nacional 2015. PLACAR FINAL: TAU 20 x 28 PIN.

Pinheiros levanta a taça/ Imagem: print

Pinheiros levanta a taça/ Imagem: print

Na cerimônia de premiação, que contou com a participação do treinador da Seleção Brasileira, Jordi Ribera, Wesley, do Pinheiros, recebeu a taça de artilheiro do campeonato. O jogador balançou as redes 51 vezes nesta Liga.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s