O Egito é hexacampeão do Campeonato Africano 2016

egito

A Seleção de Angola conquistou o bronze da competição

No último sábado, 30 de janeiro, aconteceu a final do Campeonato Africano Egito 2016. No duelo que encerrou a competição as duas principais seleções do continente: Egito e Tunísia, a primeira dona de cinco títulos e a segunda dona de nove. O encontro foi intenso e terminou com o hexacampeonato dos donos da casa.

A partida começou intensa. As duas seleções estavam com as defesas bem fechadas e os ataques bem ágeis. Houve muitas trocas de passes, os ataques e contra-ataques aconteciam, mas os arremessos a gol esbarravam nos goleiros que estavam inspirados. O equilíbrio dentro das quatro linhas era total e isso era demostrado no placar que por um bom tempo esteve empatado. No entanto, os tunisianos conseguiram chegar ao gol, marcaram e passaram a frente. Se mantiveram assim até a ida para o intervalo. Placar parcial: EGI 9 x 10 TUN.

egito-e-tunisia

Na etapa complementar o jogo se manteve na mesma qualidade técnica, intenso, com faltas, com jogadas bem trabalhadas. O Cairo Stadium Indoor Halls Complex lotado tinha a cada lance uma torcida que vibrava e cantava. Essa mesma torcida viu um Egito melhorar com o avanço dos minutos. Viu a Tunísia tentar segurar os donos da casa.

A Seleção Egípcia voltou melhor, corrigiu seus erros e encontrou os erros da Seleção Tunisiana, que por sua vez tinha a seu favor o rápido contra-ataque. Mesmo assim, os egípcios conseguiram empatar partida e virar, abrindo nos minutos finais dois gols de vantagem. Diferença essa mantida até o apito final. PLACAR FINAL: EGI 21 x 19 TUN.

Com a vitória, o Egito se une a Alemanha, Brasil, Argentina, Qatar e França nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

O bronze do Campeonato Africano Egito 2016 ficou com a Seleção de Angola que venceu a Seleção da Argélia, por 24 a 19.

Veja Mais:
África conhece campeão continental nesta semana

Acabou a EHF Euro Polônia 2016 e o All Star Time está definido!

goleiro-wolff

Acabou neste domingo, 31 de janeiro, a EHF Euro Polônia 2016. A Seleção da Alemanha é a grande campeã! A conquista do título veio em um jogão de bola contra a Espanha, e que acabou com o placar de 24 a 17. Nesta tarde também ficamos conhecendo quais os melhores atletas da competição e que compõe o All Star Time.

O jogo foi bastante intenso, bem faltoso, com os alemães dominando o jogo e com os espanhóis tentando escapar da forte defesa rival. Não faltaram boas defesas, como também bons ataques. Mesmo assim houve equilíbrio em quadra. Foram 51 arremessos para cada seleção, no entanto os alemães contaram com as boas defesas do goleiro Wolff, que em muitas vezes foi definitório no jogo. Confira a crônica completa do embate: http://wp.me/p1yTZp-2Uu

O bronze da EHF Euro Polônia 2016 ficou com a Croácia que venceu a Noruega pelo placar de 24 a 31.
E justamente o destaque do duelo final, o goleiro Wolff também foi considerado o melhor jogador da posição na competição. Confira abaixo a escalação do All Star Time:

Goleiro: Wolff, Alemanha;
MPV: Entrerrios, Espanha;
Defensor: Mollgaard, Dinamarca;
Central: Sagosen, Noruega;
Ponta Esquerda: Jurecki, Polônia;
Armador Esquerdo: Jakobsson, Suécia;
Ponta Direita: Strlek, Croácia;
Pivô: Agnalgade, Espanha;
Armador Direito: Reichmann, Alemanha.

allstarteam

*Publicada também em Lance!

Alemanha é campeã da EHF Euro 2016

alemanha-e-espanha

A Croácia conquistou o bronze ao superar a Noruega

Depois de quase cinco anos em meio a crise, a não ida para importantes competições internacionais e os mal desempenhos em Mundiais, e uma renovação necessária, a Alemanha encontrou-se novamente com os títulos nesta tarde de domingo, 31 de janeiro, ao enfrentar a Espanha e vencer por 24 a 17. Mas ao ver o placar não pense que foi fácil para a seleção criadora do handebol segurar uma das melhores equipes do mundo, porque não foi.

Nos números o jogo foi bem equilibrado. Foram 51 arremessos para cada seleção, porém quem foi melhor e transformou-os em mais gols foram os alemães.

O jogo começou com os espanhóis no ataque. Foram 1 minto e 50 segundos comandando a partida, porém que abriu o placar foi a Alemanha que marcou o gol. E na sequência mais dois (3 a 0). Os passes eram bem trocados, as defesas também, elas além de bem fechadas possuíam dois ótimos goleiros. O jogo demorou a deslanchar. A Espanha trocava passes e não finalizava, errava ou esbarrava no goleiro Wolff, destaque do jogo pelas inúmeras defesas feitas das mais diferentes formas. Somente aos seis minutos que os espanhóis chegaram ao gol e marcaram, em tiro de 7 metros. Aliás, enquanto a Seleção da Espanha era mais técnica e tentava trabalhar os passes, a Seleção da Alemanha não apenas era técnica, mas na defesa era um pouco selvagem. Partia para cima sem dó e cometeu muitas faltas (levou ao longo do embate oito penalidades de dois minutos) e em muitos momentos ficou com até dois jogadores a menos em quadra.

Aos sete minutos os alemães não apenas marcaram um gol, como também abriram a vantagem para quatro pontos. Eles passaram a comandar o ritmo de jogo. Os espanhóis estavam apagados dentro das quatro linhas, e era nítido de que eles não estavam encontrando formas de jogar frente aos ágeis alemães. Somente aos 15 minutos de duelo, que a seleção espanhola conseguiu chegar ao gol e se encontrou em quadra, não apenas passou a acompanhar o ritmo da seleção alemã, mas passou a ameaçar. Apesar da reação, ao encontrar Wolff os gols não saiam, e aos 20 minutos, seis gols separavam as duas seleções, neste cenário o treinador da Espanha, José Villaldea, pediu tempo técnico para orientar seus atletas. A conversa funcionou e com facilidade Entrerrios marcou para os espanhóis, só que Hühn não queria ver os rivais empatar o jogo e atacou, marcando o gol que manteve a diferença. Placar parcial: ALE 10 x 6 ESP.

ataque-espanhol-defesa-alema

No segundo tempo o embate se manteve na mesma temperatura, com ambas seleções atacando forte, e principalmente com o goleiro alemão, Wolff, fechando a trave. Foram necessários cerca de três minutos para que o placar fosse alterado, foram dois gols da Alemanha que abriu a vantagem para seis pontos. Com a Espanha melhor em quadra, os alemães não pouparam as faltas, já os espanhóis desperdiçaram as oportunidades. Foram duas penalidades de 7 minutos, uma seguida da outra, desperdiçadas. Somente aos 11 minutos que Tomas marcou para a Espanha, de 7 metros. Sempre presente nos momentos mais importantes da partida, a Alemanha não contou apenas com o talento do goleiro, mas também com a facilidade de decisão de Häfner que não só marcou, como também manteve a vantagem a favor da sua equipe (15 a 9).

Com um novo apagão do ataque espanhol, os alemães seguiam marcando gols, mesmo com a dificuldade de encontrar espaços na defesa concorrente (18 a 11). Aos 18 minutos, no entanto, em mais um lance de 7 metros a Espanha, através de Tomas, marcou e fez diminuir a diferença. Mesmo com um a menos em quadra, a Alemanha seguia a frente e no comando, sendo que aos 24 minutos dominava a partida (22 a 13). Só que aos 25 minutos de jogo, faltando apenas cinco minutos para o fim, a seleção espanhola reagiu! Foi para cima, melhorou os passes, conseguia atacar mais efetivamente. Se Entrerrios marcou diminuindo a diferença, e Häfner marcou o gol do título, o espanhol Ugalde do meio da quadra, arremessou a bola, que passou por cima dos atletas, do goleiro e caprichosamente entrou e bateu na rede. Mas não adiantava mais. Mesmo sem gols nos últimos 120 segundos de partida, a vitória era alemã. PLACAR FINAL: ALE 24 x 17 ESP.

celebracao-alema

O nome do jogo foi o goleiro alemão Wolff. O artilheiro também é da Alemanha, Häfner balançou as redes por 10 vezes.

A terceira colocação da EHF Euro Polônia 2016 ficou com a Croácia que venceu a Noruega pelo placar de 24 a 31.

Também foi decidido neste domingo o All Star Time da EHF Euro. Confira no blog Dois Minutos a escalação dos melhores jogadores da Euro: https://handebolminuto.wordpress.com/2016/11/12/acabou-a-ehf-eur…me-esta-definido/

*Publicada também em Lance!

Rio de Janeiro recebe a VI etapa do Circuito Brasileiro de Handebol de Areia

macae-circuito-brasileiro-de-handebol-areia A VI etapa do Circuito Brasileiro de Handebol de Areia acontece no sábado (30) e domingo (31) na Praia Campista, em Macaé, nos naipes feminino e masculino, sendo o primeiro dia para fase classificatória e o segundo para a grande final.

Pelo masculino, oito equipes estão na disputa, pela chave A, AMHb/Net System Brasil (RJ), ID Hand (SP), AHPA/Fundesport Paranaguá (PR) e São Gonçalo Beach Handball (RJ) e pelo B Rio Handbeach (RJ), Niterói Rugby (RJ), NR Beach Handball (RJ) e Z5 Handebol de Areia (RJ).
Já entre as mulheres, seis equipes competem pelo título, no grupo A, Rio Handbeach (RJ), Icaraí Beach Handball (RJ) e Niterói Rugby (RJ), pela chave B é os times do 360º nas Areias (SP), Z5 Handebol de Areia (RJ) e Clube Central (RJ). A décima edição do Circuito Brasileiro de Handebol de Areia contará com sete etapas classificatórias.

Alemanha e Espanha disputam o título da EHF Euro Polônia 2016

Alemanha e Noruega/ Foto: Uros Hocevar-Ehf Euro Polônia 2016

Alemanha e Noruega/ Foto: Uros Hocevar-Ehf Euro Polônia 2016

O domingo também será marcado pelo duelo do bronze

Com as zebras na disputa da fase final da EHF Euro Polônia 2016, as potências, mas não favoritas, Alemanha e Espanha disputarão o título no próximo domingo, 31 de janeiro. Elas se classificaram nesta tarde em duas partidas para corações fortes.

Nesta sexta-feira, 29, aconteceram os jogos semifinais da Euro. A Alemanha jogou com a Noruega e não teve a vida fácil. A partida foi bastante intensa, belas jogadas, defesas bem fechadas. O jogo foi tão equilibrado que o placar ficou por um bom tempo empatado. Mas os alemães conseguiram ser mais efetivos e desempataram o duelo, ficando com apenas um gol de vantagem ainda no primeiro tempo (13 a 14). Na etapa complementar os noruegueses foram melhores, atacaram mais vezes, no entanto, a Alemanha conseguiu se manter a frente e encerrou com a vitória. Placar Final: NOR 33 x 34 ALE.

Um pouco mais tarde aconteceu o embate entre Espanha e Croácia. Ainda no começo de jogo os espanhóis conseguiram colocar ritmo de jogo. O ataque era rápido e a defesa mais ainda, assim conseguiram abrir quatro gols de vantagem. Mesmo com a pressão, os croatas se defendiam bem, a defesa estava bem armada, se recuperava com facilidade, porém o ataque era deficiente, não conseguia finalizar com perfeição as trocas de passes e se deparavam com o paredão rival, no qual era difícil chegar ao gol (18 a 14). Mas tudo mudou no segundo tempo, a seleção croata corrigiu os erros e foi para cima, sem dó nem piedade, da seleção espanhola. O jogo ficou intenso, faltas ocorreram, assim como os gols. Foram os gols de vantagem dos espanhóis, criados no primeiro tempo, que deram a vitória a seleção hispânica. Placar Final: ESP 33 x 29 CRO.

Domingo têm os jogos finais da Euro Polônia 2016 e neste mesmo dia saberemos quem será a próxima seleção masculina a carimbar o passaporte para os Jogos Olímpicos Rio 2016. Alemanha versus Espanha, às 14h30 (Pelo Horário Brasileiro de Verão) na disputa pelo título.

Noruega e Croácia se enfrentam, às 12h, e decidem quem ficará com o bronze do Velho Continente.

*Em parceria com Lance!