Gustavo Rodrigues fala da carreira e da conquista de melhor jogador da Europa

gustavo-rodrigues-entrevista

Nas aulas de educação física jogar handebol era uma divertida tarefa de aula, mas aos poucos o esporte foi se tornando uma atividade séria. O handebol virou profissão para Gustavo Rodrigues, 20 anos, considerado o melhor jovem jogador de handebol da Europa na temporada 2015/2016. O brasileiro que também integra a Seleção Brasileira Júnior, esteve presente na conquista da Seleção Adulta no Torneio das Quatro Nações 2015, e atuou anteriormente no IHC e no Pinheiros, no está há cerca de seis meses em Portugal, onde defende o Porto. Gustavo comemora o título, no entanto, sabe que é apenas o começo de uma carreira que ainda precisa muito ser trilhada.

Em entrevista ele contou sobre a emoção de ter conquistado o título de Melhor Jovem Jogador de Handebol da Europa 2015/2016:

_ Foi uma surpresa para mim! Eu estava no Brasil pra passar as festas de Ano Novo e do nada um monte de gente começou a me marca no facebook e quando fui ver eu estava concorrendo a melhor rookie. Foi uma surpresa absurda para mim! Eu não esperava isso! E ainda mais ter ganho esse prêmio foi uma surpresa muito boa! Fiquei muito feliz por toda a repercussão que isso deu! Das pessoas votarem a mim! Foi muito demais!

Gustavo disse que o título foi um incentivo a mais, se antes ele já se dedicava aos treinos, agora o empenho aumentou, pois a conquista mostra que ele está no caminho certo. Ainda falta conquistar muitas coisas, contou.

O atleta está a seis meses no Porto (POR) e explicou que a transição para a equipe portuguesa foi bem tranquila. O fato de ter sido bem recebido pelos atletas do time, e o clima alegre cidade, que dá nome ao time, foram essenciais para essa adaptação. Mesmo estando a menos de um ano, Rodrigues consegue identificar as principais diferenças entre o handebol brasileiro e o português. Ele salientou que:

_ O handebol aqui (Portugal) está mais evoluído que no Brasil e também os times têm muito mais apoio de patrocinadores e com isso a estrutura deles acaba sendo bem melhor.

Já em relação a Seleção Brasileira, Gustavo disse que acredita que a transição da Júnior para a Adulta será bastante tranquila, pois o trabalho desenvolvido na principal e nas bases são muito similares, com a diferença que a cobrança no adulto ser maior. O armador já foi convocado algumas vezes para o elenco principal e estava presente na conquista do Torneio das Quatro Nações, em 2015.

Gustavo falou ainda sobre como começou a jogar handebol, suas expectativas para as Olimpíadas Rio 2016 e sobre a sua carreira. A entrevista completa poderá ser vista no canal handebol: www.lance.com.br/handebol/gustavo-rodrigues-fala-conquista-melhor-jogador-europa.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s