Cinco novas regras de handebol serão válidas a partir de julho

cartoes

Testadas no Mundial Júnior de 2015, que aconteceu em Minas Gerais, as novas regras do handebol serão obrigatórias a partir do dia 1º de julho deste ano, sendo serão válidas nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Quem viu o Mundial ou acompanhou percebeu que a regra de goleiro linha e jogo passivo eram diferentes, e que o juiz tinha um cartão azul, pois então, estas três normas e mais duas fazem parte do livro de regras. Veja abaixo as alterações realizadas pela Federação Internacional de Handebol (IHF):

Goleiro Linha:
A partir de julho o goleiro poderá ser utilizado como sétimo jogador de linha, sem a necessidade de uso de camisa da mesma cor. Sendo assim as equipes poderão contar com sete jogadores na linha. Além disso, qualquer um dos atletas poderá sair, a qualquer instante, para que o goleiro retorne para a meta. Mas atenção: a caso não haja tempo para que a troca aconteça, fica proibido que qualquer atleta de linha entre na pequena área e faça a função de goleiro.

Jogo Passivo:
A partir de agora o jogo passivo será definido quando o árbitro erguer a mão direita. O time que estiver no ataque poderá trocar até seis passes para definir a jogada, se não o fizer, a posse da bola será do time adversário. A contagem de passos, no entanto, não será zerada caso haja falta ou lançamento bloqueado.

O último minuto de jogo – Agora últimos 30 segundos:
As punições mais graves no último minuto de jogo para evitar faltas e ações antidesportivas, agora serão válidas nos últimos 30 segundos. Neste caso haverá dois momentos:

Se o atleta impedir o adversário de fazer a cobrança de tiro livre do meio da quadra, nos últimos 30 segundos, levará punição de 2 minutos e será marcado ao adversário tiro de 7 metros.

Já a punição com cartão vermelho seguido de tiro de 7 metros só acontecerá quando a falta trouxer riscos a integridade física do jogador.

O atleta lesionado:
Quando um atleta se lesionar em virtude de falta, ele passará por uma rápida avaliação do árbitro. Se ele pode levantar sozinho, este deve sair da quadra para receber o atendimento, se não fazê-lo pode levar cartão amarelo e/ou ser penalizado com suspensão de 2 Minutos. Os oficiais da equipe só poderão entrar na quadra com a liberação dos árbitros, sendo que o atendimento deverá ser realizado fora do campo de jogo, e supervisionado pelo delegado responsável pela partida. O atleta só poderá voltar a quadra depois do terceiro ataque do seu time.

A medida tem por objetivo impedir as ações antidesportivas e que quebram o ritmo de jogo.

Cartão azul:

O cartão azul será parceiro dos cartões já existentes (amarelo e vermelho), porém só será usado em raros momentos. Quando um atleta é expulso da partida, o árbitro apresentará o vermelho e após o azul. Isso sinalizará que será realizado um relatório sobre a conduta o jogador expulso, se ele será ou não suspenso do próximo jogo, e dependendo do caso até a desqualificado do campeonato.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s