Em jogo intenso, Taubaté conquista a Liga Nacional 2016

Atletas do Taubaté comemoram o tricampeonato/ Foto: Print

Atletas do Taubaté comemoram o tricampeonato/ Foto: Print

Taubaté e Pinheiros fizeram uma partida cheia de emoção neste domingo, 11 de dezembro, pela Final da Liga Nacional 2016, no naipe masculino. Foi um jogo em que muitos momentos teve Pinheiros a frente no placar, em outros o Taubaté e em outros igualdade no marcador. Um duelo muito equilibrado, uma pena a baixa de público no Dib Moises Adib, mas sem problemas, quem estava no ginásio viu uma evolução do handebol nacional e a vitória dos invictos no campeonato, Taubaté, por 26 a 20.

Pouco antes do juiz autorizar o início de confronto, houve um emocionante minuto de silêncio em homenagem aos atletas da Chapecoense, jornalistas e equipe aérea mortos no avião da LaMina. Após, o hino tocou e começou o jogo. O primeiro tempo foi intenso e equilibrado. A partida começou com Pinheiros atacando forte, marcado gol e com defesa de Marcão. O Taubaté saiu atrás, só marcou o gol aos 2 minutos. O Pinheiros aproveitou, ampliou o placar, abriu um gol de vantagem e depois dois. Dominou o ataque e fechou a defesa, mas o Taubaté não estava ruim em quadra, pensou, marcou, e mesmo com a desvantagem inicial, pressionou o rival. E com os goleiros inspirados, muitos gols foram defendidos. Marcão pelo Pinheiros e João pelo Taubaté. Aos 19’33” o Taubaté conseguiu empatar (8-8), mas o Pinheiros não teve dificuldade em ficar novamente a frente. Só que os taubateanos conseguiram perceber uma falha na defesa e através da diagonal atacaram, aumentando ali o número de gols. Aos 21′ o Taubaté virou, porém, menos de um minuto depois o Pinheiros empatou. Aos 27′ o Taubaté abriu vantagem de 2 gols (11-9), contudo com uma falta no rebote, dois atletas do Taubaté com 2 minutos, o Pinheiros aproveitou e marcou, diminuindo a vantagem. No intervalo Taubaté a frente por apenas um gol, placar parcial de 11 a 10.

Taubaté e Pinheiros/ Foto: Print

Taubaté e Pinheiros/ Foto: Print

A segunda etapa começou frenética. Eram lances para ambos lados, gol lá, gol cá, defesa de João de um lado, de Marcão de outro. Foram exatamente quatro minutos em que os ataques deram trabalho para as defesas. Mas o ritmo abaixou um pouco, pois muralhas se formaram.

Gols de rebote foram essenciais na reação do Taubaté, tanto que foi a partir deles que o time taubateano conseguiu aos 8 minutos abrir vantagem de três gols (16-13). Sendo que essa vantagem foi crescendo de acordo com o tempo. Não que o Pinheiros estivesse mal em quadra, pelo contrário. A equipe da capital paulista atacava muito forte e muito bem, conseguia furar o bloqueio do concorrente, mas esbarrava nas defesas inspiradas de João. Já na defesa, o Pinheiros era um pouco mais lento, e utilizou o goleiro-linha, e dois gols foram feitos no contra-ataque, juntamente quando a equipe estava sem defensor. Aos 20 minutos quatro gol separavam as duas equipes (21-17), tempos técnicos foram pedidos. O volume de jogo não parou, e houve momentos de gol lá gol cá. Mesmo assim a vantagem do Taubaté se mantinha. Graves faltas foram cometidas para ambos lados, mas o Pinheiros teve um jogador a menos, em virtude de cartão vermelho para o argentino Julian. O número de 2 minutos também aumentou e em virtude os arremessos de 7 metros também. Thiago, pelo Taubaté, conseguiu converter os quatro que bateu. O mesmo não se pode falar do Pinheiros, dos três que teve a seu favor, apenas um foi convertido. O jogo se aproximava do fim, e os ataques seguiam aguerridos. O Taubaté conseguiu ampliar a vantagem, já o Pinheiros, apesar de não conseguir ser efetivo em todos os arremessos, também marcou seus gols. Placar Final: Taubaté 26 x 20 Pinheiros.

Com a vitória nesta final o Taubaté se tornou tricampeão da Liga Nacional.

A terceira colocação ficou com o São Caetano que venceu, esta manhã de domingo, o Maringá, pelo placar de 29 a 21.

Após o jogo final, aconteceu a premiação as equipes: Taubaté campeão, Pinheiros vice, e São Caetano terceiro colocado. Também foram divulgados os melhores atletas da Liga Nacional:

Melhor goleiro: Marcão, Pinheiros;

Artilheiro do Campeonato: Arthur, Maringá, com 69 gols marcados;

Melhor Atleta da Liga: Leo Dutra, do Pinheiros.

Anúncios

Um comentário sobre “Em jogo intenso, Taubaté conquista a Liga Nacional 2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s