Silvia Helena aposta em projeto de handebol para jovens no Maranhão

Silvia, no meio, planeja projeto de desenvolvimento do esporte/ Foto: CBHb

Silvia Helena, armadora do Moto Club e ex-Seleção Brasileira, terá um 2017 de agenda cheia. Além dos jogos que disputará defendendo o time maranhense como atleta, atuará como assistente técnica, e ainda tem em mente um projeto para descobrir atletas. E para quem pensa que é só isso, ela ainda tem as funções de mãe e esposa.

Silvia Helena retornou ao Brasil no ano passado, após um longa temporada na Europa, no qual defendeu diferentes clubes, e tem no currículo competições como Olimpíadas e Mundiais. A atleta quer usar a experiência para investir na formação de jovens praticantes de handebol, os auxiliando não apenas na formação esportiva, mas também como pessoas. Silvia lembra que saiu de uma zona carente e conquistou muitas coisas por meio do esporte, logo, quer que crianças da região também tenham as oportunidades que ela teve.

O Maranhão já deu muitos frutos para a modalidade e, segundo ela, é capaz de dar muito mais. “Com incentivo e apoio, muitas promessas podem se destacar”, exaltou. “Esse é um projeto pessoal que vamos dar início para formação de atletas cidadãos e o público alvo serão crianças e adolescentes” adiantou, lembrando que o esporte pode ser um fator transformador da sociedade.

Enquanto o projeto não está concluído, Silvia Helena prefere não dar maiores detalhes, no entanto, ela libera algumas informações: “o Moto já conhece a causa, apoia e será um dos colaboradores. Em princípio, a sede será no bairro onde eu nasci, cresci e descobri o handebol. Eu já tinha a intenção de trabalhar com a base e com a formação de atletas mesmo antes de integrar a equipe do Moto Club”.

Como auxiliar-técnica, Silvia tem ajudando bastante as meninas que fazem parte do elenco. Mas essa função poderá durar pouco, já que para essa temporada a quipe está montando a comissão técnica completa. Porém, Silvia alerta que mesmo em quadra, como jogadora, continuará auxiliando as companheiras de camisa.

Para ela conciliar as agendas profissionais como a pessoal tem sido prazerosa. “Me sinto realizada com minha filha Helena e poder conciliar a maternidade com o handebol está sendo uma experiência maravilhosa”, ressaltou e completou “vou continuar jogando esse ano e fazendo o que venho fazendo desde o início do projeto que sempre foi auxiliar a equipe nos treinamentos e jogos e ajudar o clube no que for preciso”.

*Com informações CBHb

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s