Tudo que você precisa saber para acompanhar o Pan-Americano 2017

Logo do Pan de Buenos Aires

Começa neste domingo, 18 de junho, o Campeonato Pan-Americano de Seleções de Handebol Feminino. A edição 2017 da competição acontecerá em Buenos Aires, Argentina. O Pan classifica para o Mundial as três melhores equipes do continente. Nesta reportagem especial tudo que você precisa saber para acompanhar o Pan e torcer para mais um título do Brasil.

O Pan 2017

Como já dito o Pan 2017 será disputado na capital argentina. Sendo que os jogos acontecerão de 18 a 25 de junho, no SAG de Villa Ballester, no bairro de mesmo nome, em Buenos Aires.

A partida que abrirá a competição será entre Paraguai e Chile, às 12h. As donas da casa, a seleção argentina, enfrentará a seleção de Guatemala, às 17h15. A Seleção Brasileira em partida com Estados Unidos encerrará o primeiro dia de jogos, às 19h15.

As equipes nacionais foram divididas em dois grupos. No A estão Brasil, Porto Rico, Paraguai, Estados Unidos e Colômbia. No B estão Chile, República Dominicana, Argentina, Guatemala e Uruguai.

O dia 23 será de descanso para todas as seleções. No dia 24 acontecerá os jogos de mata-mata, e no dia 25 a final e a disputa do bronze.

Veja abaixo a tabela de jogos da primeira fase. Clicando aqui é possível algumas informações a mais.

Transmissão

O canal argentino TyC Sports fará a transmissão pela internet e pelo canal de televisão local. Na televisão serão transmitidos apenas os jogos da seleção da Argentina e também a fase final. Já no canal da internet, o TyC Sports fará a transmissão de todas os confrontos.

Conheça o canal e assista clicando no link: http://www.tycsportsplay.com/eventos.php?id=17

Além de poder ver os jogos, o Dois Minutos também terá o minuto a minuto, no Twitter @dois_min, e através da hashtag #BuenosAires2017.

Seleção Brasileira

Seleção Brasileira na comemoração do título 2015, em cuba/ Foto: Wander Roberto-Photo&Grafia-CBHb

A Seleção Brasileira é a favorita ao título, por ser a atual campeão. A equipe do Brasil buscará o quatro título consecutivo e uma das vagas para o Mundial.

Nenhuma outra seleção nacional possui mais títulos que a brasileira, no total de nove, sendo a primeira a ser conquistada em 1997 e a última em 2015.

A equipe do Brasil foi definida a pouco tempo, o que trouxe temor aos torcedores. Depois da saída de Morten, no final de dezembro passado, a equipe ficou sem treinador até Confederação Brasileira de Handbeol (CBHb) chamar Sérgio Graciano como interino em abril. Graciano fez naquele mesmo mês a primeira convocação, que em meados de maio passou a treinar, sendo que o grupo passou pelo Torneio Quatro Nações, conquistou o terceiro título, e passou por um amistoso com Portugal, vencendo a seleção europeia (confira aqui a final do Torneio 4 Nações e aqui o resultado do amistoso).

No começo desta semana, Graciano fez a segunda convocação, no qual das 22 atletas chamadas pela primeira vez, 16 foram selecionadas para disputar o Pan-Americano.

Este grupo, que treina em São Bernardo do Campo, desde o mês passado, é uma mescla de atletas experientes e novatas. Uma renovação necessária e já pensada para as Olimpíadas Tóquio 2020.

Veja a escalação em: https://handebolminuto.wordpress.com/2017/06/13/definida-a-selecao-que-defendera-o-titulo-do-pan-americano/

Um pouco da história do Pan

O Pan-Americano de Seleções de Handebol, no feminino, foi disputado pela primeira vez em 1986, em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul (BRA). Naquela edição não houve playoffs, a competição era por pontos corridos. A primeira campeã pan-americana foi Estados Unidos, a prata ficou com o Canadá, o Brasil com o bronze.

Em 1989 aconteceu a segunda edição, disputada em Colorado Springs, nos Estados Unidos. Desta vez o ouro foi para o Canadá, a prata para Estados Unidos e novamente o Brasil ficou com a terceira colocação.

Em 1991 foi a vez de Maringá, no Paraná (BRA), receber a competição. Pela terceira vez consecutiva, o bronze foi para as brasileiras. O ouro para as norte-americanas e a prata para as canadenses.

O Pan teve uma pausa de seis anos e quando retornou, no ano de 1997, passou a ser jogada a cada dois anos. Naquele ano a Seleção Brasileira subiu no local mais alto do pódio pela primeira vez, sendo a prata do Canadá e o bronze do Uruguai.

Desde o começo a Seleção Brasileira nunca deixou de subir ao pódio. Sempre esteve entre as três melhores colocadas. Depois de 1997, o Brasil só não ficou com o ouro em 2009, quando perdeu para a Argentina, na prorrogação, por 26 a 25.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s