Nota da editora – publicações de quinta

Em razão de uma falha no serviço de Internet, durante a noite de quinta-feira, 8 de agosto, entre às 19h e 1h20, as reportagens do Dois Minutos não puderam ser publicadas. Pedimos desculpas pela falha.

Por esse motivo, nessa sexta-feira, dia 9, duas matérias serão publicadas pela manhã e mais três a noite.

Obrigada e novamente desculpas pela ausência.

Bruna Souza, jornalista e editora responsável – Dois Minutos Handebol.

Anúncios

Pela Liberdade de te informar

Me desculpem aqueles que não gostam de política e nos tempos atuais já estão cansados com as enxurradas de posts sobre o governo. Mas hoje vim conversar com vocês sobre algo que vem me preocupando bastante, a perseguição que o jornalista Glenn Greenwald vem sofrendo desde as publicações do Intercept sobre o caso Moro e a manipulação de julgamentos da Lava-Jato. Porém esse editorial não será para falar quem está certo na história, e sim, sobre o auto número de agressões que os jornalistas vem sofrendo no Brasil. É um editorial para clamar por algo simples: a liberdade de te informar e a tua liberdade de se informar.

Não é errado criticar a imprensa, pelo contrário, em uma democracia o leitor, ouvinte, espectador tem toda a liberdade para falar o que pensa e deve sim reclamar da imprensa, quando necessário. O errado é agredir, seja verbal ou corporal, os jornalistas, invadir a privacidade dos profissionais, denegrir os prédios, maquinários e propriedade privada das empresas jornalísticas.

Não é de hoje que os jornalistas do Brasil sofrem com a violência. O País é o segundo que mais mata profissionais da área nas Américas, o sétimo mais violento do Mundo. Entre os anos de 2010 a 2017 foram mortos 26 jornalistas, em razão do trabalho. O Brasil perdeu apenas para o México, que naquela época vivia um tenso período de violência, em virtude do tráfico de drogas. Em nível mundial, o País fica atrás de Guatemala, Síria e Iraque.

Em 2018, no Brasil, 137 profissionais da imprensa foram vítimas de alguma forma de agressão. A maioria das ocorrências acontecem no contexto político, partidário e eleitoral. 60 jornalistas foram agredidos fisicamente. Cerca de 75 ataques foram realizados via Internet, atingindo 64 profissionais. De acordo com o ranking da Organização Repórteres Sem Fronteiras, o Brasil ocupa 102º lugar, na lista de 180 países, de classificação de liberdade de imprensa mundial. A Organização aponta o País como ambiente hostil para o trabalho jornalístico, por conta de ameaças e agressões durante manifestações e assassinatos dos profissionais instalados nas regiões afastadas das metrópoles.

Mas por que matam os jornalistas? Cabe a esse profissional documentar o momento histórico, descobrir fatos, divulgar informações de interesse da sociedade. Prevenir e cobrar por ações que afetem a vida de todos. Por essa razão, muitos buscam calar a imprensa. Além disso, a impunidade é apontada como uma “incentivadora” da violência. De acordo com a Unesco, a cada dez casos de morte de jornalistas em exercício, apenas um é solucionado.

É teu direito a liberdade de ser informado. É meu direito informar. Está lá na Constituição Federal de 1988, no Artigo 5º e no Artigo 220º. Ninguém tem o direito, travestido de dever, de ameaçar, agredir ou censurar a imprensa ou qualquer profissional.

Não importa se você apoia a esquerda, a direita, o voto branco ou odeia política, se alguém cala um jornalista, destrói o teu direito a informação, o teu direito a Liberdade.

Editorial: parceiros são necessários para quem quer crescer

Esse editorial é para agradecer a todos os leitores que ao longo de quase uma década estiveram conosco, confiando no nosso trabalho e nos apoiando em todos os momentos. Sem dúvida vocês são os nossos maiores incentivadores, mas além de vocês, ao longo desse tempo também tivemos marcas parceiras.

Já estiveram conosco ao longo dessa caminhada o EtConteúdo, Tchê Esportes, Zezão Handebol, HFSM, Handebol Alagoas e Lance! Em cada ciclo eles foram importantes, compartilhando conosco momentos especiais. Mas enquanto alguns dizem até breve, outros seguem a caminhada.

A Rádio Estação Web está conosco desde a profissionalização do Dois Minutos, em 2013. Dessa parceria nasceu o Nada Além de 2 Minutos, primeiro programa de rádio exclusivo com notícias sobre o handebol. Em maio o programa completou seis anos no ar. Alguns programas podem ser escutados nos podcasts da REW (escutar aqui).

A nossa mais recente parceria é com a Jooble, site de busca de empregos. Nós fechamos o acordo no finalzinho de maio, é uma troca de banners, eles postam o nosso e nós o deles.

As parcerias são importantes para quem quer crescer. Na vida real nós precisamos de família, de amigos, de colegas, grupos que nos ajudam a crescer e nos desenvolver como pessoas. Assim é a vida dos blogues, canais de vídeos e páginas em redes sociais, eles precisam de parcerias para puderem se manter no ar, crescerem e se desenvolverem.

Gosto de pensar que o Dois Minutos está até hoje no ar graças a esses núcleos. A família são nossos leitores, como você, os amigos os nossos parceiros, como a REW e a Jooble, e as assessorias que nos enviam notícias dos seus clubes e sugestões de pautas, e nossos colegas são os concorrentes. Aliás, concorrente não precisa ser rival, ele pode e deve existir, pois eles nos ajudam a crescer. Afinal, existe público e espaço para todo mundo.

Obrigada leitores, parceiros e cia por estarem sempre conosco! Estar junto de vocês é um orgulho.

Por problemas técnicos, Dois Minutos está com problemas para publicação de reportagens

A todos os nossos leitores pedimos desculpas pelo inconveniente, estamos com problemas para publicar as reportagens nesse domingo, 5 de maio. Porto Alegre, cidade onde fica a sede do Dois Minutos, foi atingida por um forte temporal no final da tarde desse domingo, o que ocasionou queda de energia elétrica e, por conseguintes, problemas de conexão de Internet.

Por essa razão, as matérias só foram publicadas no final da noite e sem fotos. No entanto, depois de três artigos, não conseguimos publicar a última, sobre o final de semana de disputas da Lhesp, já que não conseguimos acesso aos resultados.

Gostaríamos de salientar, que assim que o serviço de Internet for restabelecido, atualizaremos as reportagens sobre EHF Cup Feminina, Champions League e Super Paulistão, já publicadas, com as fotos. Também será postado os resultados da Liga do Estado de São Paulo (LHESP).

Novamente pedimos desculpas e a compreensão. Aproveitamos para agradecer a todos, que diariamente, passam por aqui para ler as notícias sobre o mundo do handebol. Obrigada!

Bruna Souza – jornalista responsável, Dois Minutos Handebol.

Publicações dessa sexta-feira interrompidas

As publicações dessa sexta-feira, 26 de abril, foram interrompidas, em virtude das quedas de sinal de Internet. Não se sabe se os erros são causados por falhas nos aparelhos físicos ou ligações externas, ou em virtude do mal tempo que atinge Porto Alegre (RS), onde fica a sede do Dois Minutos Handebol. Em razão deste fato, as reportagens deste dia não serão mais publicadas, ficando apenas as matérias sobre as Surdolimpíadas Brasileiras e os resultados da Liga ASOBAL.

Pretendemos voltar com nossos serviços ao normal no próximo domingo, dia 28.

Lamentamos o ocorrido e estamos nos esforçamos para resolver os problemas. A todos agradecemos a atenção e pedimos desculpas.

Bruna Souza, jornalista responsável – Dois Minutos Handebol.

Por problemas técnicos o Dois Minutos terá menos reportagens nesta quinta-feira

Em razão de problemas técnicos, com equipamentos, o Dois Minutos terá apenas duas reportagens publicadas nessa quinta-feira, 11 de abril.

Pedimos desculpas pelo atraso e pela baixa de publicações. Garantimos que já estamos atrás de soluções e que nessa sexta-feira, dia 12, tudo voltará ao normal.

Desde já agradecemos a compreensão e o carinho que vocês tem conosco.

Abraços fortes,

Bruna Santos de Souza, jornalista responsável – Dois Minutos Handebol.

Atendimento no Carnaval

Olá queridos e craques leitores, esse editorial é para falar sobre o atendimento no Carnaval. Nesse feriado de Carnaval, de sábado a quarta-feira, 2 a 6 de março, assim como nos anteriores, a equipe Dois Minutos terá uma pausa no atendimento ao público. No entanto, as reportagens serão publicadas normalmente, tanto no domingo tanto na terça-feira.

Essa medida acontece, pois entendemos, que os momentos de descanso são importantes para recarregar as energias e a criatividade. Voltaremos com o atendimento a todo vapor, na quinta-feira, dia 7.

Sobre os campeonatos cobertos pelo Dois Minutos, como ficarão? Tranquilo, tudo será postado, isso inclui os resultados das quartas de final da EHF Cup Feminina, que terá nesse final de semana, a primeira rodada.

Por isso, mesmo sem atendimento, não deixe de conferir as atualizações do blog!

Bom Carnaval a todos!

Editorial: nossa solidariedade as famílias e amigos de vítimas em Minas e Rio

Nosso carinho a todos nesse momento de tristeza. Foto: banco de imagens

Desde o ocorrido com o rompimento da barragem da Vale, vitimando centenas de pessoas, no dia 25 de janeiro, vinha pensando em escrever um editorial, para me solidarizar as famílias e amigos das vítimas em Brumadinho (MG), mas não havia feito antes, por não encontrar as palavras certas. Mas o que aconteceu na manhã dessa sexta-feira, 8 de fevereiro, com o incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo, mais conhecido como Ninho do Urubu, na capital fluminense (RJ), no qual 10 jovens, meninos com idades entre 14 e 17 anos, do Sub-15, acabaram morrendo, sendo que três ficaram feridos. Não tenho mais como ficar em silêncio.

Em menos de três semanas, quantas vítimas, quantas pessoas foram perdidas, quantas famílias foram destruídas, quantos círculos de amigos ficaram incompletos. Tudo por quê?

Dinheiro, ganância, excesso de burocracia, mau planejamento, o sentimento de “nada vai dar errado”? Não sei, não quero e nem posso apontar o dedo para ninguém, não sou juíza para julgar alguém, mas sou jornalista e cobrar por explicações e justiça é a minha obrigação, mais do que profissional, é moral e cívica. O que não podemos é perder mais pessoas por conta de tragédias que podem ser evitadas. Nós queremos que a justiça aconteça e que os nossos queridos que foram terrivelmente tirados de nós descansem em paz.

As famílias e amigos das vítimas das catástrofes em Minas Gerais e no Rio de Janeiro, desejo força para superar esse momento de dor e tristeza profunda. Deixo a minha solidariedade e carinho, bem como de toda equipe do Dois Minutos Handebol. Somente o tempo será o suficiente para aliviar a saudade, mesmo assim, deixamos o nosso abraço apertado, a fim de ajudar a acalmar o coração.

Bruna Santos de Souza – Jornalista Responsável – Dois Minutos Handebol.