Brasil perde para a Polônia e fica com a 18ª posição no Mundial Alemanha 2017

Brasil e Polônia fizeram um jogo bastante disputado/ Foto: IHF

A Seleção Brasileira perdeu para a Polônia no final dessa manhã de segunda-feira, 11 de dezembro, pelo placar de 29 a 27, e ficou com a 18ª posição do Mundial Alemanha 2017!

A partida começou disputada, minuto a minuto. Mas mais uma vez o ataque foi o problema. A Seleção se defendia bem, mas perdia importantes arremessos, desta forma a Polônia conseguiu abriu uma pequena vantagem na primeira etapa (15-13). No segundo tempo, no entanto, o Brasil reagiu e foi para cima. Os erros de ataque foram corrigidos, enquanto a defesa seguia bem armada. O jogo passou a ficar bem equilibrado, com as duas equipes nacionais jogando similares. Uma curiosidade deste jogo foi o fato das duas seleções terem marcado o mesmo número de gols na etapa complementar, 14 gols cada. A reação brasileira, infelizmente, não foi suficiente para evitar a derrota. Placar Final: POL 29 x 27 BRA.

Angola venceu Camarões, pelo placar de 33 a 23 (16-12) e conquistou a 19ª colocação. Paraguai superou a China, por 23 a 21 (14-10) e ficou com o 20º lugar.

Ainda nesta segunda-feira aconteceram os jogos das oitavas de final. Confira aqui.

Anúncios

Montenegro e França avançam para as quartas de final do Mundial Alemanha 2017

França está comprovando o favoritismo/ Foto: IHF

Montenegro e França venceram nas partidas que disputaram pelas oitavas de final do Mundial Alemanha 2017 e avançaram para as quartas de final do campeonato. Ainda neste domingo mais duas partidas pelas oitavas. Na President’s Cup, o Brasil venceu.

Pelas posições de 21º a 24º, a China venceu a Tunísia, por 31 a 32 (14-16). O Paraguai superou a Argentina, por 28 a 25 (10-12).

Pelas posições de 17º a 20º, a Seleção Brasileira venceu de virada Camarões, por 28 a 26 (14-15). A Polônia venceu Angola, por 33 a 34 (13-12), nos pênaltis.

Já nas disputas das oitavas de final, França se classificou para a próxima fase ao vencer a Hungria, por 26 a 29 (11-14).

Montenegro superou a Sérvia, por 29 a 31 (9-14).

Ainda pelas oitavas, Dinamarca enfrentará a Alemanha, enquanto a Suécia duelará com a Eslovênia. Ambos jogos serão, às 17h30.

President’s Cup

A Seleção Brasileira e Camarões/ Foto: IHF

A President’s Cup Alemanha 2017 terá os jogos finais na segunda-feira, dia 11. A Seleção Brasileira lutará pela 17ª posição ao enfrentar a Polônia, às 11h.

No mesmo horário Paraguai e China se enfrentarão pelo 21º lugar.

Antes destes dois jogos, às 8h30, Angola e Camarões se enfrentarão pela 19ª posição, enquanto Argentina e Tunísia disputarão o 23º lugar.

Termina a fase de grupos do Mundial Alemanha 2017

Japão e Tunísia/ Foto: IHF

Acabou a fase de grupos do Mundial Alemanha 2017! Os jogos da última rodada aconteceram nesta sexta-feira, 8 de dezembro, em todas as chaves, sendo assim, foram definidas as seleções que avançarão na competição. Os jogos das oitavas de final e da President’s Cup serão no domingo, dia 10.

Grupo A

Angola x Paraguai

Angola e Paraguai fizeram um jogo equilibrado, com boas ações de ataque e defesas bem armadas. No primeiro tempo o marcador passou boa parte do tempo empatado, mas as paraguaias conseguiram desempatar (16-17). No retorno, as angolanas fecharam a defesa e pressionaram as rivais, desta forma, a seleção conseguiu virar o marcador a seu favor e abriu uma pequena vantagem. Placar Final: ANG 32 28 PAR.

Angola fecha a competição em quinto, já o Paraguai fechou em sexto.

França x Romênia

França encarou a Romênia e impôs ritmo de jogo, enredando as concorrentes, não dando ação para os ataques romenos. Tanto que as francesas abriram vantagem na primeira etapa (17-7). Na segunda etapa, as romenas reagiram e foram para cima da França, tanto que bloqueou forte os ataques franceses. A Romênia marcou mais gols, mesmo assim a vantagem criada na primeira etapa deu a França a vitória. Placar Final: FRA 26 x 17 ROM.

Mesmo com a derrota, a Romênia fechou a participação no Grupo A em primeiro. A França vem na sequência, em segundo.

Espanha x Eslovênia

Espanha e Eslovênia fizeram um jogo de altos e baixos. A primeira etapa foi equilibrada, mesmo assim as eslovenas conseguiram ser mais ágeis no ataque e no contra-ataque, abrindo um gol de vantagem (13-14). Contudo, as espanholas voltaram a quadra com a intenção de vencer. Foram para cima, fecharam a defesa, e enredaram a Eslovênia, no ataque. Desta forma, a Espanha conseguiu reverter o placar a seu favor e abriu vantagem. Placar Final: ESP 33 x 26 POL.

Espanha é terceiro do grupo, enquanto a Eslovênia vem em quarto.

Chave B

Argentina x Polônia

Argentina e Polônia fizeram uma partida em que as europeias dominaram no início ao fim. Na primeira etapa, as polonesas abriram 10 gols de vantagem (9-19). No segundo tempo, as argentinas até demostraram reação, porém não tiveram força suficiente para segurar os avanços dos ataques da Polônia. Placar Final: ARG 20 x 38 POL.

Mesmo com a vitória, a Polônia fechou a última fase em quinto da chave e não avançou para as oitavas. Ja a Argentina acabou com a sexta colocação.

República Tcheca x Hungria

As húngaras impuseram ritmo de jogo, porém, República Tcheca não desistiram tão fácil. A Hungria demorou para conseguir ampliar, mas abriu vantagem de três gols, indo ao intervalo com certa tranquilidade (14-17). No segundo tempo, as tchecas foram para cima e atacaram e chegaram ao gol com mais facilidade. Placar Final: RTC 29 x 30 HUN.

A Hungria ficou em terceiro lugar. Já a República Tcheca ficou em quarto lugar.

Noruega e Suécia

Noruega e Suécia fizeram um confronto muito disputado na primeira etapa, tanto que o marcador ficou boa parte do tempo empatado, sendo que as norueguesas só conseguiriam abrir vantagem perto da ida ao intervalo (18-16). No retorno ao embate, as suecas organizaram a defesa e o ataque. Bloquearam as ações da Noruega e aproveitavam os contra-ataques para fazer os gols, abrir vantagem e ficar com a vitória de virada. Placar Final: NOR 28 x 31 SUE.

Como esse jogo era pela liderança do grupo, a Suécia ao vencer se tornou líder da chave, enquanto a Noruega se classificou em segundo.

Grupo C

Japão x Tunísia

Japão dominou a partida do início ao fim, não dando espaços para a Tunísia. A seleções asiática segurou a equipe africana, e acelerou nos contra-ataques, indo para o intervalo com tranquilidade (15-6). No segundo tempo, a partida não foi muito alterada. O ágil ataque japoneses só fez ampliar o marcador. Placar Final: JAP 31 x 13 TUN.

O Japão fecha a primeira fase em quatro lugar da chave, a Tunísia em último.

Brasil x Montenegro

Brasil e Montenegro fizeram um jogo equilibrado que acabou empatado, em 23 a 23. Confira aqui a crônica.

A Seleção Brasileira ficou em quinto lugar na chave. Montenegro classificou para as oitavas de final, em quarto lugar.

Dinamarca x Rússia

Rússia e Dinamarca fizeram um jogo bastante equilibrado e disputado lance a lance, tanto que apenas um gol separava as duas seleções, na primeira etapa (11-12). No tempo complementar, as russas conseguiram ser efetivas na defesa, não dando tempo de reação para as dinamarquesas, tanto que foi nessa etapa que a Rússia aumentou a vantagem de um para cinco. Placar Final: DIN 27 x 32 RUS.

A Rússia ficou em primeiro na chave, enquanto a Dinamarca ficou em segundo.

Chave D

China x Camarões

China e Camarões fizeram um jogo disputado, mas que as defesas foram o maior destaque. O jogo estava empatado na primeira etapa (13-13) e se manteve assim durante todo o segundo tempo. Placar Final: CHI 26 x 26 CAM.

Camarões fechou a competição em quinto lugar, a China em sexto.

Holanda x Alemanha

Holanda dominou a primeira etapa, enredou a Alemanha abriu vantagem de oito gols (18-10). No entanto, no segundo tempo, as alemãs foram para cima. Fecharam a defesa e pressionaram no ataque. As duas seleções atacavam bem, mas esbarravam nas goleiras. O jogo foi tão equilibrado que cada equipe nacional marcou 13 gols. Desta forma, a Holanda só venceu, por causa da vantagem criada no tempo inicial. Placar Final: HOL 31 x 23 ALE.

Holanda termina a rodada em segundo lugar, já a Alemanha terminou em terceiro.

Sérvia x Coréia do Sul

Sérvia e Coréia do Sul também fizeram um jogo bastante disputado minuto a minuto. A Sérvia conseguiu abrir na primeira etapa um gol de vantagem (15-14). No segundo tempo, as servias fecharam a defesa e ampliaram a diferença. Placar Final: SER 33 x 28 COR.

Brasil e Montenegro empatam e Seleção Brasileira está fora do Mundial

Com a bola Jéssica Quintino, do Brasil/ Foto: print

Brasil e Montenegro empataram, em 23 a 23, na partida realizada no começo da tarde dessa sexta-feira, 8 de dezembro. Com o resultado, a Seleção Brasileira estará fora da disputa pelo título e jogará pela 17ª posição do Mundial Alemanha 2017.

O jogo começou com o Brasil no ataque. Ao 1′ Duda Amorim, um dos destaques da partida, marcou o gol que abriu o marcador. Isso bastou para que as brasileiras dominassem o jogo, nos primeiros 10 minutos. Mas aos 13′ Montenegro virou o placar (7-8). No entanto, Ana Paula, um minuto depois, empatou.

As montenegrinas atacaram bem, fecharam a defesa. Novamente o Brasil tinha no ataque o principal defeito, caiu de rendimento. Montenegro conseguiu virar e abrir uma vantagem de dois gols. Contudo, no final da primeira etapa, a Seleção Brasileira reagiu. Aos 28’empata, e logo a seguida, Ana Paula roubou a bola, correu, quicou a bola, ficando de frente com a goleira. Gol do Brasil. Montenegro volta a empatar, mas no segundo arremesso, Babi defendeu e Duda contra-atacou. Placar Parcial: BRA 13 x 12 MNE.

O jogo ficou carrancudo no segundo tempo. As ações dos ataques eram paradas nos bloqueios. As goleiras também faziam boas defesas. Muitos passes eram errados e os gol desperdiçados. Montenegro chegou ao gol, aos 4′, mas o Brasil desempatou (14-13). Montenegro empatou e aos 10′ virou o jogo.

A Seleção Brasileira estava com a defesa muito bem armada, funcionava bem. Todavia, a ansiedade era visível e passou a ser a principal rival da Seleção, que em muitos momentos perdeu a oportunidade de virar o placar a seu favor. Os gols marcados deixavam o empate registrado. Era gol lá e gol cá. Eram defesas para um lado e defesa para o outro. Placar Final: BRA 23 x 23 MNE.

Com o resultado o Brasil encerra o Mundial na quinta colocação do Grupo C. Montenegro passou o Japão, e ficou em terceiro. Veja como ficou a classificação:

Agora a Seleção Brasileira disputará a 17ª colocação do Mundial. Desde 2003, o Brasil não disputava uma colocação tão baixa no campeonato.

Romênia e Noruega seguem invictos no Mundial

Os jogos desta quinta foram bastante equilibradas/ Foto: IHF

Romênia, no Grupo A, e Noruega, Grupo B, seguem invictos no Mundial Alemanha 2017. As partidas destes dois grupos aconteceram nesta tarde de quinta-feira, 7 de dezembro. Nessa sexta-feira, 8, todas as seleções entrarão em quadra. Inclusive o Brasil que enfrentará Montenegro em busca da vaga para a próxima fase.

Paraguai x Eslovênia

Paraguai encarou no final dessa manhã a Eslovênia. As paraguaias não conseguiram encaixar as jogadas, enquanto as eslovenas aproveitaram para marcar e abrir vantagem de nove gols (9-18). No segundo tempo tudo mudou. A seleção do Paraguai arrumou o ataque e a defesa. Chegaram mais vezes ao gol e não deram muitas ações a Eslovênia, tanto que a seleção sul-americana marcou 13 gols, frente apenas 10 das europeias. Mesmo assim, a vantagem criada na primeira etapa serviu de garantia para a vitória eslovena. Placar Final: PAR 22 x 28 ESL.

Polônia x Hungria

Polônia e Hungria fizeram uma partida disputada do inicio ao fim. As polonesas atacaram forte, mas nem sempre conseguiam colocar a bola dentro da rede. As húngaras atacavam e se defendiam bem, e por ter balançado as redes com um pouco mais de facilidade, abriram vantagem na primeira etapa (11-13). Na volta do intervalo a disputa ficou ainda mais parelha, com ataques rápidos, mas defesas que bloqueavam passagem. Foi justamente os contra-ataques que deram a Hungria a vitória. Placar Final: POL 28 x 31 HUN.

Romênia x Angola

O primeiro tempo entre Romênia e Angola foi muito equilibrado. As goleiras apoiadas de suas defesas estavam bem. Os ataques, apesar das dificuldades, sempre que podiam balançavam as redes. O jogo foi pegado, com as duas seleções jogando bem, tanto que a igualdade dentro dentro quadra era vista também no marcador (14-14). No tempo complementar, o jogo seguia tão forte quanto antes, no entanto, a Romênia conseguiu abrir três gols de vantagem, que manteve até o fim do confronto. Placar Final: ROM 27 x 24 ANL.

Suécia x Argentina

Suécia e Argentina fizeram uma partida, no primeiro tempo, equilibrada, em que ambas equipes nacionais conseguiam jogar de forma similar, trocando passes e defesas armadas. Mesmo assim, as suecas abriram uma vantagem de quatro gols (17-13). No segundo tempo, o fôlego argentino acabou, e a seleção foi envolvida pelo ritmo das suecas, que ampliaram a diferença em 14 gols. Placar Final: SUE 38 x 24 ARG.

Espanha x França

O jogo entre Espanha e França foi disputado lance a lance, minuto a minuto. No primeiro tempo, os bons ataques e com as ótimas defesas fizeram que o marcador passasse boa parte do tempo empatado, contudo, as francesas conseguiram desempatar e foram com uma leve tranquilidade para o intervalo (10-11). Só que as espanholas estavam dispostas a não perder. Apertaram o jogo, na segunda etapa, não dando muita reação para a equipe rival. O jogo voltou a ficar empatado e assim acabou. Placar Final: ESP 25 x 25 FRA.

República Tcheca x Noruega

República Tcheca e Noruega fecharam a rodada. O jogo foi dominado do início ao fim pelas norueguesas que abriram 13 gols de vantagem na etapa inicial (7-20). No segundo tempo, as tchecas chegaram mais vezes ao gols, mas não o suficiente para evitar a derrota. Placar Final: RTC 16 x 34 NOR.

Sexta-feira com os últimos jogos da fase de grupos

A sexta-feira, 8, será decisivo, já que aconteceram os últimos jogos da fase de grupos e todas as seleções entrarão em quadra. Vale destacar que as quatro melhores seleções, de cada grupo, avançam para a disputas das oitavas de final. Confira abaixo a lista de jogos de amanhã:

9h: Japão x Tunísia

11h: Angola x Paraguai

11h: Argentina x Polônia

11h: China x Camarão

14h45: Brasil x Montenegro

15h: França x Romênia

15h: Holanda x Alemanha

15h: República Tcheca x Hungria

17h30: Dinamarca x Rússia

17h30: Espanha x Eslovênia

17h30: Noruega x Suécia

17h30: Sérvia x Coréia do Sul

Dinamarca vira e vence o Brasil no Mundial Alemanha 2017

Seleção Brasileira/ Foto: Divulgação

A partida entre Seleção Brasileira e Dinamarca foi para corações fortes. Brasil jogou bem, sua melhor partida no Mundial. Mas não conseguiu segurar os avanços dinamarquesas, que acabaram perdendo, por 20 a 22.

A Dinamarca abriu o placar aos 1’28”, e não demorou para fazer o segundo gol (2-0). Porém, o Brasil tinha Ana Paula e Duda em quadra e empatou (2-2). A partir dali o jogo passou a ser pegado. As defesas estavam fechadas, cometiam faltas. Já os ataques conseguiam acelerar as passagens, esbarravam nas barreiras, mas quando passavam a bola ia a gol. Só não balançava as redes quando as goleiras defendiam. Babi, pelo lado brasileiro, e Tof, pelo lado dinamarquês, se destacaram.

A Seleção Brasileira estava com a defesa atuando bem e o ataque estava ágil, com calma finalizava bem. Pela primeira vez as jogadas estavam encaixadas. Aos 10 minutos o Brasil tinha a vantagem de três gols (6-3), Contudo, as Dinamarquesas, com tranquilidade, atacaram e aos 14′ encostaram no marcador (6-5). Mas as brasileiras se recuperaram e voltaram a ficar a frente. No entanto, aos 27’a Dinamarca empatou (12-12). Ana Paula, de 7 metros, desempatou. Nos últimos segundos o gol polêmico da Dinamarca. A atleta pisou na linha, mas a arbitragem deu gol válido e o jogo foi para o intervalo empatado. Placar Parcial: BRA 13 x 13 DIN.

Nos 10 minutos iniciais só deu Brasil, o jogo ficou mais equilibrado após esse tempo, sendo que nos últimos cinco minutos a Dinamarca passou a dominar. No primeiro tempo, o Brasil teve três penalidades de 7 metros a seu favor, sendo que dois foram convertidos a gol.

Na etapa complementar o jogo ficou pegado. As defesas não davam espaço para os ataques. Tanto que o gol só saiu aos 4′, feito pela brasileira Samira (14-13). Novamente o número de faltas foi alto. Teve cartões amarelos, 7 metros marcados e penalidades de 2 minutos para ambas seleções. Mesmo que muitas vezes, a rigorosa arbitragem fosse mais pesada com o Brasil.

Aos 8′ a Dinamarca virou o jogo (16-15) e começou a dominar. O Brasil passou a errar passes, a ansiedade voltou a ser a principal rival das atletas brasileiras. As dinamarquesas seguiam atacando forte, abriram vantagem no marcador, enquanto contavam com a goleira que estava num dia de inspiração. A vantagem chegou a ser de quatro gols, mas no final a Seleção Brasileira conseguiu se reorganizar e atacou, diminuindo a vantagem, porém sem tempo suficiente para buscar o empate. Placar Final: BRA 20 x 22 DIN.

A Seleção Brasileira terá um dia de folga. Volta ao Mundial da Alemanha na sexta-feira, 8, às 14h45, para enfrentar Montenegro.

Jogos desta quarta-feira

Além de Brasil e Dinamarca, aconteceram mais sete jogos válidos pelos grupos C e D. veja os resutados:

Camarões 26 x 33 Coreia do Sul

Rússia 29 x 28 Japão

Sérvia 27 x 27 Holanda

Tunísia 23 x 29 Montenegro

Alemanha 24 x 9 China

Com o fim das partidas desta quarta a classificação dos grupos C e D ficou assim:

Dinamarca é vice da Chave C, Brasil cai para terceiro no Mundial da Alemanha

Japão venceu e embolou a classificação do Grupo C/ Foto: IHF

A Dinamarca se tornou vice-líder da Chave C na tarde desta segunda-feira, 5 de dezembro, ao vencer a Tunísia. O Brasil que perdeu para Rússia é terceira colocada. Na quarta-feira, 6, tem mais uma série de jogos do Mundial 2017. Confira os resultados dos jogos disputados na manhã e nesta tarde.

Grupo A

Eslovênia x Angola

Eslovênia e Angola fizeram um jogo equilibradíssimo no primeiro tempo, com as duas seleções atacando bem, mas se defendendo melhor ainda. O embate e a forma de jogar eram tão parecidos que o marcador foi empatado para o intervalo (15-15). Porém, na etapa complementar, as eslovenas passaram a dominar o jogo e foram para cima. As angolanas pareciam cansadas e não conseguiram segurar o ataque rival. Placar Final: ESL 32 x 25 ANG.

Franca x Paraguai

França e Paraguai fizeram uma partida disputa e equilibrada no primeiro tempo, mesmo assim, as francesas conseguiram abrir quatro gols de vantagem (14-10). No segundo tempo o ritmo de partida mudou. A França atacava forte e na defesa bloqueava. Já o Paraguai não tinha reação e durante os 30 minutos complementares só marcou 3 gols. Placar Final: FRA 35 x 13 PAR.

Romênia x Espanha

A partida entre Romênia e Espanha foi um dos jogos mais equilibrados do dia. Na primeira etapa as romenas conseguiram furar a forte defesa espanhola e abrir uma pequena diferença de dois gols (9-7). No entanto, no segundo tempo, tanto os ataques tinham lances bem trabalhados e a bola trocada com tranquilidade antes de bater nas redes, quanto as defesas eram rápidas e fechadas, a fim de evitar os ataques e bloquear os contra-ataques. O equilíbrio da disputa era tão alto que cada seleção marcou apenas 10 gols cada. A vantagem criada antes do intervalo foi a garantia da vitória das romenas. Placar Final: ROM 19 x 17 ESP.

Grupo B

Hungria x Argentina

As húngaras impuseram ritmo de jogo desde o começo da partida, não dando muitas ações de ataque para as argentinas. Além disso, tinham bons contra-ataques abrindo vantagem de 11 gols na primeira etapa (18-7). No retorno do intervalo, as argentinas melhoraram um pouco na defesa e no ataque, mesmo assim, a vantagem da seleção européia criada no primeiro tempo se mantinha até o último apito. Placar Final: HUN 33 x 15 ARG.

Suécia x Republica Tcheca

Suécia e Republica Tcheca estavam com ataques rápidos e que finalizavam bem e defesas armadas. Mesmo assim, as tchecas conseguiram chegar mais vezes ao gol, indo com tranquilidade para o intervalo (16-18). Mas como todos sabem, dois gols de vantagem no placar pode ser revertido. As suecas foram para cima e seguram as rivais, não dando a elas ações de ataque. Enquanto bloqueava, contra-atacava, virando a partida ao seu favor. Placar Final: SUE 36 x 32 RTC.

Noruega x Polônia

A seleção norueguesa e a seleção polonesa atacavam bem, mas a defesa da Polônia era mais aberta e lenta, o que facilitou os ataques da Noruega, que abriu vantagem (18-11). Na etapa complementar, as norueguesas seguiam atacando, porém, de forma mais enfática, abrindo espaços na defesa polonesa, que por sua vez, não conseguiam concluir os arremessos a gol. Placar Final: NOR 35 x 20 POL.

Grupo C

Montenegro x Japão

A partida começou intensa com as duas seleções atacando forte. Mas as montenegrinas conseguiram ser efetivas no ataque e abriram a diferença (15-12). No entanto, na etapa complementar as rápidas japonesas envolveram a seleção de Montenegro e conseguiram encostar no marcador, e logo depois, virando o jogo. Japão saiu com a vitória. Placar Final: MON 28 x 29 JAP.

Rússia x Brasil

A seleção da Rússia começou o embate com gol e abriu a diferença. Mas aos 10 minutos o Brasil conseguiu encaixar na defesa e passou a bloquear. Porém, no ataque o Brasil errava passes e não conseguia ampliar o marcador. Vitória das russas. Confira aqui a crônica da partida.

Dinamarca x Tunísia

A Dinamarca não teve conhecimento das tunisianas na primeira etapa, abrindo uma boa vantagem (15-6). No segundo tempo, as dinamarquesas seguiam marcado forte e chegando ao gol, mas a Tunísia, organizada, também tinha boas finalizações de arremessos a gol. Placar Final: DIN 37 x 19 TUN.

Grupo D

Coreia do Sul e China

A Coréia do Sul encarou a China no final da manhã de hoje. As sul-coreanas dominaram o jogo do começo ao fim, mesmo que as chinesas tentassem se defender e atacar (18-10). No segundo tempo, a Coreia do Sul seguia impondo ritmo de jogo, enquanto a ansiosa seleção da China atacava fraco e não tinha bons bloqueios. Placar Final: COR 31 x 19 CHI.

Holanda x Camarões

Holanda começou a partida colocando ritmo em quadra. Abriu vantagem, tinha um rápido ataque e um ágil contra-taque, além de uma defesa que se fechava com facilidade. Camarões tentava se defender e tinha erros de passes (14-8). Toda via, no segundo tempo, as camaronesas voltou organizada e mais tranquila. Atacou forte. O jogo passou a ser mais disputado. Lance a lance as seleções tentavam chegar mais vezes ao gol sem sucesso. As defesas bloqueavam. Os contra-ataques apareciam, mas nem sempre acabavam em gol. Com a vantagem criada no primeiro tempo, as holandesas conseguiram segurar a vitória. Placar Final: HOL 29 x 22 CAM.

Alemanha x Sérvia

Alemanha e Sérvia fizeram um partida disputada minuto a minuto. Na primeira etapa as servias conseguiram envolver as alemãs e abriram vantagem (9-13). Já no segundo tempo, quem dominou nas jogadas e pôs a rival para correr foram as alemãs. Com o equilíbrio na disputa a partida acabou em empate. Placar Final: ALE 22 x 22 SER.

A competição segue na quarta-feira

Na quarta-feira o Mundial segue, com menos jogos, apenas seis, todas do Grupo C e D.

Camarões e Coreia do Sul abrem o dia de disputas, às 9h. Na sequência entrarão em quadra Rússia e Japão, ás 11h.

Sérvia e Holanda se enfrentarão na hora do almoço, a partir das 12h30.

Já na parte da tarde, Tunísia e Montenegro jogarão, às 14h45. Alemanha e China farão a partida, às 15h.

Brasil e Dinamarca fecharão a quarta-feira de competição, às 17h30.

Brasil perde a primeira no Mundial Alemanha 2017

Babi evitou muitos gols da Rússia/ Foto: Print

A Seleção Brasileira perdeu a primeira partida, por 24 a 16, no Mundial Alemanha 2017. O jogo que foi disputado na tarde desta terça-feira, 5 de dezembro, foi contra as russas. Na quarta-feira, dia 6, as brasileiras voltam a quadra para enfrentar a Dinamarca, às 17h30.

A seleção russa começou o confronto com a bola e com o ataque, tanto que aos 38″ marcou o gol que abriu o placar. Parecia que aquele seria um jogo brigado, mas equilibrado. As defesas estavam bem postadas e os ataques quase não tinham ações. Mas aos 3′ a Rússia voltou a marcar (2-0) e passou a dominar o ritmo dentro das quatro linhas, não demorando para abrir vantagem.

A defesa brasileira tinha alguns buracos, mas melhorou muito depois de 10 minutos de jogo, principalmente após a entrada de Dani Joia. O um contra um funcionava na maioria das vezes. No entanto, o ataque não dava respostas. Os erros de passes eram frequentes, gols eram perdidos. O ruim nisso tudo, foi que essas bolas desperdiçadas originavam os contra-ataques russos, que só faziam a aumentar a diferença.

A vantagem da Rússia no primeiro tempo chegou a ser de seis gols, mas o Brasil conseguiu diminuir para três. Contudo, com a proximidade do intervalo essa diferença passou a ser de sete. Placar Parcial: RUS 14 x 7 BRA.

No segundo tempo, as seleções voltaram a jogar com mais empenho e vontade. As russas seguiam atacando bem e defendendo bem. O Brasil tinha na defesa o principal foco, mas o ataque seguia com falhas importantes. Com a defesa, as russas eram impossibilitadas de marcar, no entanto, com o fraco ataque, as brasileiras não conseguiam chegar perto no marcador.

Muitas faltas aconteceram. A Rússia pegava pesado, no entanto, as faltas mais fortes foram cometidas pelo Brasil, que chegou a ter apenas quatro jogadoras de linha, em virtude de penalidades de dois minutos. Dueñas parou o jogo mais vezes, conversava com as atletas e tentava organizar o sistema tático, pedia calma de finalização. Porém, a ansiedade atrapalhava.

Um dado importante do segundo tempo. As russas marcaram na etapa complementar apenas 10 gols, frente a 9 das brasileiras. Outra informação importante, Deoníse Fachinelo voltou a jogar pela Seleção Brasileira. Placar Final: RUS 24 x 16 BRA.