0

Atletas russas perdem a prata na EHF Euro Feminina Júnior em virtude do doping

Bandeira da EHF na sede em Viena / Foto: Divulgação

Três jogadoras da seleção da Rússia perderam a prata na EHF Euro Feminina Júnior 2017, após terem sido pegas no exame antidoping. A competição aconteceu na Eslovênia, em julho do ano passado.

Conforme informou a Federação Européia de Handebol (EHF) foram flagradas no exame as atletas Antonina Skorobogatchenko, Maria Duvakina e Maria Dudina, por uso de Meldonium, substância que ajuda no aumento de sangue no corpo. A substancia foi proibida em 2016 pela Agência Mundial Antidoping (Wada, sigla em inglês).

As três atletas deverão ficar longe das quadras por 1 ano e 8 meses, sendo que o tempo é validado a partir da coleta de amostras. Como o julgamento foi em 12 de setembro de 2017, o período será adicionado a punição. Além disso, elas também perderão a medalha de prata conquistada da Euro Júnior.

A punição foi menor que o padrão de quatro anos, pois “o painel notou que as atletas não tiveram a intensão de trapacear, e, também admitiram a violação prontamente”, explicou em nota a EHF. As jogadoras poderão recorrer da decisão até o dia 26 deste mês de janeiro.

Como mais de um atleta testou positivo para doping, a Federação Russa também será julgada. A data de tal evento ainda não foi marcada, mas é provável que aconteça ainda no primeiro semestre deste ano recorrente.

O Meldonium é a mesma substância que a tenista Maria Sharapova usou e teve que ficar um ano e três meses longe das quadras, punição dada pela Corte Arbitral do Esporte (CAS).

Anúncios
0

Dinamarca e Espanha vencem no domingo de EHF Euro Croácia 2018

Hans Lindberg foi o artilheiro da Dinamarca e o destaque da partida/ Foto: Sasa Pahic Szabo – EHF

Dinamarca e Espanha venceram no domingo de EHF Euro Croácia 2018! Os jogos aconteceram nesta tarde, 21 de janeiro, e foram válidos pela segunda fase da competição. Na segunda-feira o campeonato segue com mais duas partidas.

Alemanha x Dinamarca

Alemanha e Dinamarca protagonizaram o melhor jogo do dia, visto que a partida foi disputada minuto a minuto. O embate estava equilibrado, com ambas seleções atacando bem e principalmente com boas trocas de bola. Mas as defesas se destacavam por estarem bem armadas e por se fecharem rápido, com os goleiros defendendo e não deixando a bola passar, na maioria das vezes, tanto que poucos gols saíram na primeira etapa e apenas um gol dava a vantagem aos alemães (9-8). No segundo tempo, as seleções intensificaram ainda mais o confronto, com os lances mais rápidos e com roubadas de bola. Os dinamarqueses entraram em quadra atrás no placar, mas empataram e viraram. Placar Final: ALE 25 x 26 DIN.

Macedônia x Espanha

Macedônia e Espanha encerrram o dia de jogos. Os macedônios eram rápidos no ataque, mas não conseguiam ser ágeis o suficiente para recompor a defesa. Os espanhóis que estavam com a equipe bem mais encaixada aproveitou a fragilidade da defesa rival para trabalhar a bola, furar os bloqueios e marcar gols, assim impuseram o ritmo e abriram uma larga vantagem na primeira etapa (6-15). Na volta do intervalo, os espanhóis seguiram dominando, todavia, a Macedônia buscava reação. A Espanha não dominava mais, porém seguia a frente e com a vantagem. Placar Final: MAC 20 x 31 ESP.

Sérvia, França, Suécia e Bielorrússia em quadra na segunda

Sérvia, França, Suécia e Bielorrússia entrarão em quadra na segunda-feira, dia 22. A Sérvia encarará a França, às 15h15. A Suécia duelará com a Bielorrússia, às 17h30.

A classificação

Os jogos deste domingo encerraram as disputas da terceira rodada e abriram a quarta da fase 2 da Euro. A classificação do Grupo 1 está embolada na ponta de cima, com França e Croácia com seis pontos cada. No entanto, os croatas possuem um jogo a mais, e, se a França vencer na segunda-feira desempata e abre dois pontos de vantagem.

No Grupo 2 a Dinamarca está na primeira colocação com seis pontos, em segundo lugar está a Espanha com quatro. Porém, os espanhóis estão com um jogo a menos. A Alemanha tem o mesmo número de pontos da Espanha, mas também tem 4 jogos e por isso está na terceira colocação.

0

Final de semana foi de jogos pela EHF Cup Feminina

Os jogos embolaram a classificação./ Foto: EHF

A terceira rodada da EHF Cup Feminina chegou ao fim. Os jogos ocorreram nesse final de semana, 20 e 21 de janeiro, sendo que foram no total de oito confrontos.

No sábado, Larvik venceu o H 65 Hoor, por 25 a 27. Randers bateu o Brest Bretagne, por 26 a 18. Enquanto o Togliatti superou o Kristiansand, por 29 a 24.

Neste domingo, o Issy derrotou o Copenhagen, por 29 a 30. Krasnodar venceu o Craiova, por 28 a 26. Já o Viborg venceu o Gdynia, por 27 a 24.

Kastamonu derrotou o Byåsen, placar de 30 a 28. Já o Zalau venceu o Most, por 22 a 25.

Com o fim da rodada a classificação ficou ainda mais enrolada. No Grupo A primeiro e segundo colocado estão com o mesmo número de pontos. No B e no C dois pontos apenas separam os times líderes dos vice. Já na Chave D apenas um ponto separa os clubes da ponta de cima da tabela. Confira abaixo como esta a tabela:

0

Domingo de EHF Euro Croácia 2018!

Vincent Gerard teve 53% de aproveitamento na estreia francesa nessa segunda fase/ Foto: Uros Hocevar – EHF

A classificação na EHF Euro Croácia 2017 segue embolada. No sábado, 20 de janeiro, aconteceram duas partidas. Nesse domingo, 21, mais dois jogos e tudo indica que os grupos ficaram ainda mais complicados na pronta de cima.

Nos jogos de ontem, Croácia venceu a Noruega, pelo placar de 32 a 28. A França superou a Suécia, por 17 a 23.

Hoje a Alemanha vai encarar Dinamarca, às 15h15. Macedônia e Espanha entrarão em quadra na sequência, a partir das 17h30.

Os jogos da EHF Euro terão transmissão pela EHF TV

Veja como está a classificação dessa segunda fase:

0

Alemanha e Dinamarca vencem nessa sexta-feira de EHF Euro Croácia 2018

Eslovênia e Dinamarca se encararam no final da tarde/ Foto: Sasa Pahic Szabo – EHF

Os jogos da EHF Euro seguiram intensos nessa sexta-feira, 19 de janeiro, visto que as seleções querem garantir avançar para as semifinais. Nesse sábado tem mais jogos e todos terão transmissão pela EHF TV.

Alemanha x República Tcheca

Alemanha e República Tcheca fizeram um jogo disputado segundo a segundo. O primeiro tempo foi muito equilibrado, com bons ataques e excelentes defesas. As duas seleções estavam muito bem em quadra e dispostas a fazer um pouco de tudo (que era possível) para ter a vitória. O empate era algo que estava quase sempre presente no placar, até que os tchecos conseguiram abrir vantagem (9-10). No segundo tempo, a partida foi tão intensa quanto o primeiro, mas os alemães conseguiram furar o forte bloqueio rival e viraram o marcador, abrindo vantagem e assim garantindo a vantagem. Placar Final: ALE 22 x 19 RPT.

Eslovênia x Dinamarca

Eslovênia e Dinamarca tiveram um duelo bonito de ver e que aqueceu a torcida. Bom lances de gol e trocas de bola, com rápidos ataques, defesas fechadas ágeis contra-ataques. Mesmo jogando tão parecidas, a seleção dinamarquesa conseguiu abrir dois gols de vantagem e ir com um pouquinho de tranquilidade para o intervalo (14-16). O jogo foi ainda mais intenso na segunda etapa, com a bola sendo ainda mais disputada. Muitas roubadas de bola aconteceram no momento que ela era trocada de mão em mão, o que propiciava os contra-ataques, mas isso não era atitude de apenas uma das equipes. Os dois lados faziam e geralmente essa roubada acabava em gol. Mesmo com os eslovenos pressionando, a Dinamarca conseguiu se manter a frente, conquistando a vitória. Placar Final: ESL 28 x 31 DIN.

Os jogos desse sábado

Nesse sábado, 20, mais duas partidas dão o tom ao campeonato continental. Suécia e França jogarão, às 15h15. A Croácia encarará a Noruega, às 17h30.

0

Sorocaba apresenta dois reforços

Jéssica Campos em partida pelo 15 de Piracicaba/ Foto: Vitor Prates – divulgação

O Sorocaba apresentou nessa semana dois reforços para a equipe feminina para essa temporada 2018. Jéssica Campos e Camila Siqueira.

Jéssica foi considerada a melhor ponta esquerda da Lhesp em 2017, pelo 15 de Piracicaba, equipe que defendeu por cinco temporadas.

Camila destacou-se na seletiva realizada pelo Sorocaba, chamou a atenção por conta do braço forte e rápido. A atleta é do Paraná e já destacou-se como armadora direita e melhor ponta direita nos Jogos da Juventude.

0

Fevereiro tem seletiva masculina para o Mirim e Infantil do Corinthians

Fevereiro começa com seletiva para as equipes masculinas Mirim e Infantil do Corinthians (SP). As provas ocorreram no dia 7 e no dia 9 e fevereiro.

Os testes serão aplicados para o Mirim (nascidos entre 2006 e 2007), das 14h às 15h30. Para o Infantil (nascidos entre 2004 e 2005) a peneira será entre 15h30 às 17h.

Os interessados devem entrar em contato com o clube pelo e-mail: aldoamorim06@gmail.com. É importante enviar no contato o nome completo, a data de nascimento e o número do RG.

0

Federação Pan-Americana está suspensa pela IHF. Entenda!

Logo da Federação Pan-Americana de Handebol

No último domingo, 14 de janeiro, a Federação Pan-Americana de Handebol (PATHF) foi suspensa pela Federação Internacional de Handebol (IHF), após uma eleição realizada sem a presença da entidade americana ou dos presidentes das federações ou confederações nacionais do continente, com exceção do Canadá que teve representante. Com a decisão, nenhuma seleção americana ou times, no qual incluí as Brasileiras, poderão participar de competições Mundiais e Olímpicas.

Com isso, a PAHTF fica proibida de organizar campeonatos Pan-Americanos, neste ano teria o Pan-Americano Juvenil Feminino (em abril), Júnior Feminino (em março), Handebol de Areia (em junho). Sendo assim, as equipes nacionais ficam vetadas de participar de Mundiais e outros campeonatos que aconteceriam nesse segundo semestre (confira o calendário 2018). Fica ainda mais grave se pensarmos no caso das meninas e meninos da Argentina que não poderão disputar as Olimpíadas da Juventude, que será na capital Buenos Aires (ARG), justamente na estreia do handebol de areia numa competição olímpica oficial.

O problema não atingirá apenas as seleções. No caso, também são proibidas as participações dos times em torneios internacionais. Se a decisão de punição não for banida, não terá nenhuma equipe americana disputando o Super Globe 2018.

A punição a PATHF aconteceu em virtude da organização se negar a se dividir em duas partes. Uma que cuidaria exclusivamente do esporte no Norte das Américas, enquanto a outra cuidaria do esporte nas Américas Central e do Sul.

Em comunicado a Federação Pan-Americana diz o seguinte: “A PATHF se converteu numa vítima de um dirigente desportivo que manipula para benefício próprio a uma federação internacional, cujo o cunho de construir um mundo melhor através do desporte nada tem haver com esses interesses mesquinhos”.

A Federação explicou que a decisão tomada pelo Conselho da IHF aconteceu no último domingo, em Zagred, na Suíça, onde fica a sede da entidade maior do esporte. Foram proibidas a participação dos representantes da PATHF, que nesse caso seria representada pelo presidente Mario Moccia e do representante continental Rafael Sepúlveda Montalvo. A PATHF ainda explica que a decisão de dividir o órgão americano é ilegal, já que a votação no Congresso da IHF (em novembro passado) de delegou o Conselho e o resultado desde a sua origem não atenderam o necessário: a votação teve apenas 60% dos votos a favor da divisão, sendo que para a aprovação eram necessários 66% dos votos favoráveis. Ao todo foram 102 votos positivos, 26 negativos e 40 absteções.

A medida de dividir a PATHF em duas foi decidida n Congresso da IHF, em 11 de novembro de 2017. No dia 11 de dezembro do mesmo ano, a PATFH levou uma petição a Comissão de Arbitragem da IHF para que a medida fosse bloqueada. No documento a federação explicava o porquê a decisão não poderia ser aplicada, pois é ilegítima. A Comissão tinha 30 dias para expedir a decisão, mas até essa terça-feira, 18 de janeiro de 2018, ainda não o fez.

Ainda no comunicado a PATHF explica que: “A IHF força separar a PATHF em duas federações que deverão incluir membros que não cumprem com os requisitos formais e/ou desportivos necessários para fazer parte da entidade.”

De acordo com a Federação Pan-Americana a única representante do continente americano presente no Conselho foi a presidente da Federação Canadense de Handebol, Raquel Pedercini. Segundo relata o texto: “Raquel foi denigrida aos gritos por parte do presidente da IHF por haver defendido a unidade de nossa confederação e foi ameaça com ‘ser removida do cargo’ por se opor”.

“A PATHF repudia absolutamente toda classe de violência de gênero, tanto física como verbal e defende a igualdade entre homens e mulheres em todos os estágios esportivos”, afirma a Federação Pan-Americana.

A nota traz ainda o desabafo: “A intensão de destruir a nossa federação é um ataque direto contra o conjunto do nosso esporte e, em definitivo, contra nossos atletas. Sem lugar de dúvidas, Moustafa busca destruir o handebol na América”.

Em matéria do Globo Esporte, a PATHF conta que medida de dividir a Federação foi motivada pelo fato de não ter convidado Moustafa para participar de uma Assembleia Extraordinária realizada em Bogotá, na Colômbia, em outubro passado.

Tentamos entrar em contato com a IHF nessa noite, mas ainda não obtivemos respostas. No site da organização não consta nada relacionado ao assunto.

Na sua página no Facebook, a Federação de Handebol do Canadá diz que segue apoiando a PATH “Nos mantemos com a Federação Pan-Americana de Handebol na luta pela transparência, autonomia organizacional e estado de direito” (ver a publicação).

O comunicado completo pode ser lido aqui.

**Trechos de citações do comunicado da PATHF e do post do CAH com tradução livre.

Atualizado, às 0h07, de 19 de janeiro de 2018.