Espanha, Tunísia e Croácia – participantes da #Rio2016

Nesta sexta-feira mais três seleções que disputaram as Olimpíadas #Rio2016. Neste post um pouco da seleção feminina da Espanha, e das masculinas Tunísia e Croácia.

As meninas únicas representantes da Espanha

espanha

A Espanha nestas Olimpíadas terá apenas a seleção feminina disputando. Uma das equipes que mais vem crescendo na Europa nos últimos anos, mesmo que a sombra da masculina, que possui um dos torneios mais fortes da Europa.
Medalhista de bronze nas Olimpíadas de Londres em 2012, nos últimos anos as espanholas não tiveram boas campanhas, sendo que encerram o Mundial 2015 em 12º lugar. Só conseguiu a vaga para a Rio 2016 porque foi vice na EHF Euro. Mesmo com uma campanha irregular, é sempre bom ficar de olho na seleção da Espanha.

A equipe enfrentará o Brasil na primeira fase, e por ser europeia, é bom prestar a atenção. Mais do que isso, o time espanhol vem para os Jogos com um grupo que mescla atletas experientes e jovens que estão despontando do velho continente. Uma das apostas da seleção espanhola é Carmen Martin que foi campeã pelo CSM Bucuresti 2015/16, e foi integrante do All-Star Team do Europeu 2014 e do Mundial 2011. Outra atleta importante é a goleira Silvia Navarro, considerada uma das melhores arqueiras da Europa.

Tunísia: a seleção masculina destaque na África

tunisia

Sem dúvidas de que a seleção masculina da Tunísia é uma das mais tradicionais e campeãs da África. No campeonato continental já levantou a taça de campeão nove vezes. Mas nas duas últimas edições ficou com o vice-campeonato. Além disso, no Campeonato Africano, criado em 1974, nunca a seleção tunisiana ficou de fora do pódio. Nas Olimpíadas, participou de três edições e sempre melhorou, na primeira, em 1972 ficou na 16ª posição, em 2000 ficou no 10º lugar, e em 2012 na 8ª colocação.
A Tunísia conseguiu a vaga para a Rio 2016 no Classificatório Olímpico I, ocorrido neste ano. A seleção ficou em segundo lugar, o suficiente para carimbar o passaporte rumo ao Brasil.

O objetivo dos tunisianos é superar a oitava colocação, conquistada em 2012, e tentaram subir ao pódio pela primeira vez. Para tanto, a equipe conta com Oussama Boughanmi, goleador no Classificatório, 20 gols em três jogos; e Wael Jallouz, que joga no Barcelona, e que marcou 69 gols na Champions League.

O objetivo da Croácia é conquistar o ouro

croacia

A seleção da Croácia é a maior medalhista da história do handebol masculino nas Olimpíadas, só perde em número de conquistas para a extinta União Soviética. Isso que a equipe começou a participar das Olimpíadas apenas em 1996, e ficou de fora em 2000. O país tem dois ouros e um bronze, sendo esta conquistada em Londres.

O objetivo da seleção croata é conquistar o ouro e para tanto não estão medindo esforços. O plantel atualmente é um dos destaques no Velho Continente, tendo os jogadores nas melhores equipes da Europa, além de possuir um dos torneios nacionais mais fortes. Além disso, a Croácia foi o único país que teve uma equipe masculina e uma feminina disputando a Final Four da Champions League 2015/16. Na EHF Euro, em janeiro deste ano, os croatas conquistaram o bronze, e perderam apenas para a Dinamarca.

A seleção da Croácia é comandada por Zeljko Babic, que em 2012 era técnico-assistente. Assumiu a seleção em 2015, após a campanha ruim no Mundial. E de acordo com especialistas, foi com Babic que os croatas deram um salto de qualidade e ele é o responsável pelas vitórias espetaculares.

Dia 5 de agosto começa a #Rio2016

aros-1

Dia 5 de agosto a partir das 19h15 a história do esporte brasileiro e sul-americano mudará. Pela primeira vez o as Olimpíadas acontecem por estas terras e a #Rio2016 enfim começará com a tão esperada Cerimônia de Abertura. Um dia após o festejo comemorativo que dá o ponta pé inicial aos Jogos, o handebol estreia com a partida feminina entre Brasil e Noruega, às 9h30.

A Cerimônia de Abertura* contará com 200 bailarinos, 300 produtores artísticos, 4 mil voluntários, cerca de 42 mil peças de material pirotécnico, além de muito mais equipamentos necessários para a festa que começará às 19h15 e tem previsão para término às 23h. E se a festa abrirá na sexta-feira a maior competição esportiva do mundo, no sábado, dia 6, os atletas começam a buscar as medalhas.

No handebol Brasil e Noruega abrem a competição, pelo naipe feminino. Aliás, no sábado todas as partidas de handebol serão neste naipe. No masculino as disputas começaram no domingo. Abrirá os confrontos o embate entre Croácia e Qatar, às 9h30. A Seleção Brasileira só entrará em quadra, às 18h10, para enfrentar a Polônia.

A fase de grupos no feminino se encerrará no dia 14 de agosto, e as quartas de finais serão disputadas no dia 16. No masculino a primeira etapa se encerrará no dia 15, sendo as quartas disputadas no dia 17. Os duelos pelas medalhas serão nos dias 20 e 21, respectivamente.

No feminino, a disputa pelo bronze será às 11h30, já pelo ouro será às 15h30. No masculino, o bronze será disputado a partir das 10h30, enquanto o lugar mais alto do pódio será disputado, às 14. Confira abaixo as tabelas dos jogos:

tabela-jogos-brasil-rio-2016

Dois Minutos na cobertura da Rio 2016

Pela segunda vez, o Dois Minutos cobrirá os Jogos Olímpicos. Mas na #Rio2016 teremos novidades. Como somos parceiros do Lance! As crônicas das partidas das Seleções Brasileiras de Handebol estarão no Canal Handebol. Já os resultados das rodadas, detalhes e notícias sobre os Jogos estarão aqui no blog.

O minuto a minuto das partidas do Brasil serão feitos via nosso Twitter: @dois_min, no qual serão usados as hashtags #Rio2016 #Guerreiras #Guerreiros #RaçaBrasil e #lanceolímpico.

No Facebook os nossos leitores e seguidores poderão participar da cobertura mandando para nós fotos da torcida pelo Brasil. Todas as imagens que forem nos mandadas serão colocadas em um álbum especial na nossa página. Para participar só confirmar presença e com a QRCode fica mais fácil encontrar.

qr-code

Agora é hora de preparar a pipoca e as bebidas. Falta pouco para a Festa de Abertura e para que as partidas de handebol olímpico comecem.

*Dados divulgados pelo Cidade Olímpica.Rio – Atualizado, às 22, de 31 de julho

*Em parceria com Lance!

Cápsula com mensagens para atletas é aberta no Rio após 3 anos enterrada

cerimonia-rio-2016

Em 2013 os pequenos alunos do Ginásio Experimental Olímpico (GEO) Juan Antonio Samaranch, em Santa Teresa (RJ), certamente não imaginavam como seria bacana abrir cartas que eles escreveram três anos depois. As cartas dos pequenos foram colocadas em uma cápsula, junto a outras escritas por professores e funcionários da escola. A cápsula com 354 mensagens foi enterrada em cerimônia no dia 9 de novembro daquele ano, e teve a presença de Carlos Arthus Nuzma, presidente do Comitê Rio 2016. Nesta quinta-feira, 28 de julho, a cápsula foi aberta em uma nova cerimônia.

Helena Stella da Silva Miranda, estudante de 14 anos, do 9º ano do Fundamental disse que se surpreendeu com a abertura da cápsula. A estudante contou que ficou feliz em reler o que escreveu, que como as demais mensagens, visava apoiar os atletas olímpicos brasileiros dos Jogos #Rio2016. Nas linhas, Helena contou que queria ser atleta de handebol e participar de uma olimpíada. Após ler, ela comentou: “Estou conseguindo ir bem na escola, tiro boas notas e vou continuar treinando handebol”.

Em 2013 o enterro da cápsula marcava os 1000 dias para as Olimpíadas do Brasil, enquanto o evento ocorrido nesta quinta foi para marcar o começo dos Jogos. A cerimônia da abertura da cápsula teve a participação da ex-atleta de vôlei de praia Karina Lins e Silva e da Secretária Municipal de Educação, Helena Bomeny.

“Foi emocionante ver a garotada do GEO dizendo que, este ano, gostaria de superar todas as expectativas, o que estavam conseguindo em termos de atletismo, e queriam que o colégio contribuísse para eles terem sucesso na vida. E o colégio contribuiu efetivamente”, salientou Bomeny.

Todas as cartas estão expostas na escola.

*Com base em reportagem da Agência Brasil.

*Em parceria com Lance!

Sexta de zonais do Brasileiro Cadete

Começa nesta sexta-feira, 29 de julho, os Zonais do Campeonato Brasileiro Cadete, no naipe masculino. Dois zonais ocorrerão na Região Sul e dois na Sudeste. Os campeões do zonal Sul se enfrentam, assim como os da Sudeste, no qual apenas dois, um time de cada região jogará o Brasileiro que ocorrerá em novembro, na cidade de Balneário Camboriú (SC).

Zonais Sul

Em Itajaí (RS), Itajaí e Nacional Handebol Clube se enfrentam. Nesta sexta as equipes entram em quadra, às 20h. No sábado os times voltam a se enfrentar, no mesmo horário. As partidas ocorrerão no Ginásio Gabriel João Collares (Ver mapa). Caso haja empate, Itajaí e Nacional se enfrentarão no domingo, 31, às 12h.

Em Toledo (PR), Fecam/Ahandecam, Maringá e São José dos Pinhais começam a disputa nesta sexta. Fecam/Ahandecam e São José se encararão, a partir das 20h. No sábado, Maringá e São José se enfrentam, às 18. No domingo, Fecam/Ahandecam e Maringá entram em quadra, às 9h.

Os três confrontos serão no Ginásio Alcides Pan (Ver mapa).

Zonais Sudeste

Em São Bernardo do Campo (SP), as duas paulistas, São Bernardo/Metodista, Pinheiros, e as duas cariocas, Mangueira do Futuro e São Gonçalo Handebol entram na disputa a partir desta sexta. Pinheiros e Mangueira abriram os jogos, às 14h. São Bernardo e São Gonçalo se enfrentaram, às 16h.

No sábado, Pinheiros e São Gonçalo duelarão às 14h. São Bernardo/Metodista e Mangueira do Futuro, às 16h.

No domingo, São Gonçalo e Mangueira fazem o embate às 11h, São Bernardo/Metodista enfrentará o Pinheiros, às 13h30.

Os jogos serão no Ginásio Baetão (Ver mapa).

Em Montes Claros (MG), Castro Alves (ES) e Montes Claros, começam a disputa neste dia, às 19h. No sábado o confronto será às 16h. Em caso de empate as duas equipes voltam a se enfrentar no domingo, às 10h. Os jogos serão no Ginásio Poliesportivo do Ica.

#Rio2016: Para a Holanda um sonho, para a Coreia a chance de ir novamente ao pódio

Se as Olimpíadas #Rio2016 para a Holanda é a realização de um sonho, uma meta de uma das equipes européias que mais de desenvolveram nos últimos anos, esses Jogos poderão ser a oportunidade da Coreia ir novamente para o pódio. Conheça um pouco destas duas seleções.

“Uma equipe e um sonho”, com esse lema a Holanda chega a #Rio2016

holanda

Depois de ficar de fora de Londres 2012, em virtude da terceira colocação no Pré-olímpico II, as atletas da seleção holandesa (Países Baixos) colocaram da cabeça que jogariam a #Rio2016. E com o lema “Uma equipe e um sonho” elas foram atrás do objetivo.

Focada, a equipe de 2011 a 2014 deu um salto de qualidade, e aquela que era uma coadjuvante de luxo nas competições europeias, na Euro de 2014 ameaçou e ficou em sexto lugar. No ano seguinte, durante o Mundial, ficou com a prata, uma surpresa, que segundo especialistas, já estava na hora de acontecer, principalmente porque importantes atletas que disputam a Champions League são holandesas, como Cornelia Nycke Groot e Yvette Broch.

Durante o Mundial Feminino, o técnico Henk Groene falou sobre a equipe a IHF, “temos uma equipe jovem, dinâmica, cujo potencial está mostrando mais, ainda mais rápido do que esperávamos”, explicou.

A laranja mecânica está no Brasil e nesta quinta-feira, 28 de julho, participou de um jogo amistoso com a Seleção Brasileira. No domingo, 31, as duas seleções voltam a se enfrentar, em Cabo Frio. Veja mais aqui.

Lista de convocadas pelo treinador Henk Groene:

Jasmina Janković – TuS Metzingen
Tess Wester – SG BBM Bietigheim
Ailly Luciano – Metz Handball
Laura van der Heijden – Team Esbjerg
Jessy Kramer – Toulon Saint Cyr Var Handball
Nycke Groot – Győri Audi ETO KC
Estavana Polman – Team Esbjerg
Yvette Broch – Győri Audi ETO KC
Danick Snelder – Ferencvárosi TC
Martine Smeets – SG BBM Bietigheim
Michelle Goos – Succes Schoonmaak/VOC Amsterdam
Angela Malestein – SG BBM Bietigheim
Kelly Dulfer – VfL Oldenburg
Sanne van Olphen – Toulon Saint Cyr Var Handball
Lois Abbingh – Issy Paris Hand

Coreia a seleção que quebrou a hegemonia europeia

coreia

A seleção da Coreia é provavelmente a que causa maior sucesso na história do handebol feminino nas Olimpíadas. Na contagem de medalhas, as coreanas possuem seis medalhas, o que as torna as maiores medalhistas, sendo que estrearam nos Jogos em 1976. O primeiro pódio foi em 1984 e desde lá não faltaram mais nas primeiras colocações. Apesar da supremacia, em Londres acabaram em quarto lugar, e para elas a #Rio2016 poderá ser a oportunidade delas retornarem as posições mais altas do esporte na competição.

E não foi apenas nas Olimpíadas que a Coreia se destacou, a seleção foi a primeira fora da Europa a conquistar o Mundial de Handebol Feminino, em 1995, tal feito realizado após apenas pelo Brasi, em 2013.

Mas apesar dos altos números de conquistas, principalmente no Continente Asiático, no qual a equipe feminina conquistou 12 títulos do continentais, o esporte por lá ainda está em desenvolvimento.

A seleção coreana é treinada por Lim Young-chul que utilizou torneios internacionais para preparar a equipe. E o grupo que mescla jovens e veteranas disputou o Mundial 2015, que ele considera o mais importante para a preparação aos Jogos Olímpicos, muito porque as partidas do Mundial são tão fortes e tão técnicas quanto nas Olimpíadas. “A principal chave para o sucesso nos Jogos Olímpicos será a força física destas jogadoras, isso será importante para que se tenha bons jogos contra os times mais fortes fisicamente. Esse será o nosso ponto principal – a força física”, ressaltou o técnico.

A seleção da Coreia chegou no dia 26 deste mês ao Rio de Janeiro e na página oficial da Federação, a equipe técnica agradeceu a recepção.